VI Fórum de Ensino de Jogos Digitais está com inscrições abertas

E já estão abertas as inscrições para o VI Fórum de Ensino de Jogos Digitais no SBGames 2021. O evento contará com várias palestras e debates que visam elucidar questões importantes sobre o desenvolvimento de jogos eletrônicos.

Neste ano haverá várias mesas sobre temas ligados à formação de profissionais para a indústria de jogos digitais, inclusive uma mesa redonda com a participação de ex-alunos formados em Jogos Digitais/Design de Games para compartilhar suas experiências como profissionais da indústria.

Para quem não conhece, o Fórum de Ensino de Jogos Digitais é uma iniciativa conjunta da Comissão Especial de Jogos e Entretenimento Digital (CE-Jogos) da SBC, Abragames e IGDA-SP para discutir a formação de profissionais para a área de desenvolvimento de jogos digitais no Brasil.

Trata-se de um espaço aberto a docentes, pesquisadores, alunos, profissionais e demais interessados no tema que começa no SBGames e continua em um espaço virtual criado especialmente para fomentar as discussões.

Devido à pandemia de covid-19, a edição deste ano serão totalmente online e gratuita. As inscrições já estão abertas e vão até o dia 20 de outubro. Você pode se inscrever aqui.

Itaú investe no desenvolvimento de Camp Wars, jogo 100% brasileiro

Em mais uma iniciativa da plataforma #IssoMudaOGame, o Itaú Unibanco anuncia uma parceria com Pedro Caxa, desenvolvedor de jogos e idealizador do Camp Wars – game em que duas equipes correm contra o tempo para capturar três bandeiras dos adversários e já é sensação nas redes sociais, mesmo antes do lançamento. O jogo será gratuito e tem previsão de estar disponível online a partir de 15 de outubro.

De acordo com Robson Harada, superintendente de Growth Marketing do banco, o objetivo da proposta é o fomento da indústria nacional de desenvolvimento de jogos.

“Temos uma série de grandes estúdios produzindo games nacionais tão bons quanto aqueles que são feitos em outros lugares do mundo. Mas o que queremos, com a nossa marca e histórico de apoio a grandes causas, é dar voz e visibilidade para projetos como o do Pedro, que começou como um jogo de estudo e foi abraçado pela comunidade gamer e nas redes sociais, onde o Pedro é um fenômeno. Precisamos e queremos que mais pessoas como ele tenham a chance de se desenvolver e tirar do papel suas ideias”, explica Harada.

Apesar de ser um jogo de tiro em primeira pessoa (FPS) inspirado nos clássicos da categoria, o Camp Wars traz o conceito com uma mecânica nova e muito divertida: no lugar de balas, as armas jogam slimes (massa de modelar) nos adversários que perdem a mobilidade de acordo com a região do corpo atingida. Caso não seja salvo por um parceiro de time a tempo, o jogador que ficou preso não é eliminado, ele volta para a base de início.

Harada completa dizendo que essa não deve ser a única iniciativa do banco para desenvolvedores de jogos.

“Quando falamos em mudar o game, isso está diretamente ligado a olhar para o que acontece além do que está na frente da tela e entender a fundo esse mercado com tanto potencial de crescimento, gerando renda e oportunidades para as pessoas. O Pedro é um jovem muito talentoso, com uma história de superação proporcionada pelos games e sabemos que, como ele, muitos outros estão espalhados pelo Brasil e só precisam de uma oportunidade para transformar suas vidas”.

Em final na Arena Loud, campeonato de Free Fire Donas do Jogo promove inclusão e representatividade 

Em final eletrizante, ocorrida ontem à noite (14), o time feminino de Free Fire da Bastardos levou para casa o troféu do Donas do Jogo e uma premiação no valor de 25 mil reais. A decisão foi disputada contra a XX, em formato 4×4, após ambas equipes superarem o chaveamento com 32 times inscritos na competição, sendo todos compostos apenas por mulheres. A final ocorreu de maneira presencial, mas sem público, na  Arena Loud, localizada no Shopping SP Market.

A competição foi criada pelas influenciadoras da LOUD Bárbara “Babi” Passos e Carolina “Voltan”, que possuem vasta experiência competitiva dentro do cenário de Free Fire, com o objetivo de colocar em evidência o cenário gamer feminino do país. Ambas, marcadas por dificuldades e preconceitos ao longo de suas carreiras, tiveram que enfrentar momentos difíceis e reforçar o espaço delas no mercado. Agora, já estabelecidas como referência, criaram o Donas do Jogo para assegurar maior visibilidade ao cenário feminino de Free Fire e expor novos talentos.

A oportunidade encontrada pela Babi e pela Voltan dialoga com toda a comunidade gamer feminina no Brasil, que atualmente representa 51,5% dos jogadores no país, ao mesmo tempo que os jogos Mobile, como o Free Fire, promovem maior inclusão por sua acessibilidade. A transmissão da competição, que ocorreu no canal da Twitch da Babi, manteve, então, um tom alegre e descontraído, jeito característico e conhecido das meninas, ao mesmo tempo que levantou bandeiras que afetam diretamente todas e todos aqueles que assistiram ao campeonato.

 

LOUD E Hyperanhas

As conhecidas Andressinha e Nath Fischer, do grupo Hyperanhas, performaram e lançaram a música “A Firma é Forte”, em parceria com a Babi e a Voltan. Em menos de uma hora, o videoclipe da música já havia atingido mais de 100 mil visualizações no youtube. Unidas pelos discursos de inclusão e empoderamento, o quarteto reúne os mundos da trap music com a de games, homenageando a LOUD e o cenário feminino de Free Fire, com um discurso que exalta o poder e a independência das meninas.

 

SOMOS LOUD Babi

Nesta segunda (13), a LOUD lançou um documentário sobre a vida e a carreira da Babi, contando a história da streamer desde a infância em Minas Gerais, até os dias de hoje. O vídeo, que está disponível no canal do YouTube da LOUD,  traz a participação de familiares da influenciadora e companheiros de LOUD, e curiosidades além do mundo dos games, como a paixão da Babi pelo futebol.