Decode destrincha o sucesso de Among Us

Com certeza você já ouviu falar de Among Us, um game com uma pegada “detetivesca”, que coloca um grupo de jogadores para realizar missões em uma nave espacial, porém com o desafio de ter um jogador sabotador. Cabe aos demais jogadores descobrir quem é o impostor antes que toda a missão espacial seja fracassada. O título virou febre nos últimos meses ao redor do mundo e não por acaso, já é estudado por empresas de análises, como a Decode, empresa de Data Analytics e Performance Marketing. E é sobre isso que vamos falar hoje.

Os brasileiros entraram com tudo na onda do game – dos mais de 100 milhões de downloads, o Brasil já é responsável por mais de 17 milhões. O infográfico produzido pela Decode revela que a procura por Among Us aumentou em 5.900% entre os meses de agosto e setembro, quando o jogo ficou realmente famoso, ainda que tenha sido lançado há dois anos. No YouTube, existem 5.934 vídeos sobre o jogo, apenas no Brasil – publicados entre janeiro e outubro deste ano.

Top downloads – No início de setembro, Among Us ocupava a 12ª posição dos jogos mais baixados na App Store Brasil, mas em apenas 10 dias o jogo subiu 11 posições e conquistou o 1º lugar de jogos mais baixados. Na Play Store, o jogo ocupa a 2a posição no ranking, sendo que atualmente tem 1,2 milhões de usuários ativos, número que aumentou em 1.363% em relação a agosto.

Para Lucas Fontelles, Head de Consumer Insights da Decode, o sucesso de Among Us mostra como os jogos se impuseram no debate público. “Há anos a indústria de games gera mais receita do que Hollywood e, comparativamente, ocupava um espaço muito menor na mídia e nas redes. Hoje já não é o jogo que se torna popular porque o influenciador fala dele, ao contrário, Felipe Neto e Neymar jogam porque o jogo se popularizou”, analisa.

Abaixo você pode conferir alguns dados no infográfico:

Punhos de Repúdio – game brasileiro deixa jogador descarregar a fúria em qualquer um que não use máscaras

Um perigoso vírus está a solta! Milhares de pessoas se infectam todos os dias e as autoridades médicas recomendam o uso de máscaras para conter a disseminação em massa do vírus. Apesar da situação caótica, milhares de pessoas se recusam a se proteger e a proteger os demais, fingindo uma aparente normalidade que pode ser perigosa. Esse é o pano de fundo para o novo game Punhos de Repúdio.

Punhos de Repúdio te coloca nessa realidade brasileira de 2020, porém com um toque de humor satírico afiado. Basicamente você deve encarnar uma garota que está farta das pessoas que ignoram a pandemia e colocam outras pessoas em risco. Para dar algum juízo a essas pessoas, a protagonista decide sacudir o cérebro dessas pessoas na base da pancadaria.

O título busca influências clássicos beat’ em up, porém com estética e jogabilidade atuais. Toda a ação é bem simples: você, se depara com transeuntes agressivos que jogam garrafas na direção do jogador e até utilizam bandeiras para atacar o jogador. Resta usar a força dos punhos e dos chutes para derrotar esses indivíduos.

Punhos de Repúdio contém muito humor ácido e não poupa referências do Brasil atuais. Um dos adversários, por exemplo, é o Marcos Cuzzione, um troll da internet e terraplanista que não acredita na ciência e se informa apenas por blogs conspiracionistas. Outra adversária é a Patrícia Goebbels, riquinha típica que odeia pobre, se diz patriota, mas quer que o Brasil se torne colônia dos Estados Unidos. Qualquer similaridade com a realidade é mera coincidência, ou será que não?

Para quem se interessou, já tem uma demo de 30 minutos disponível na Steam. Mais informações na página oficial.

Abaixo você pode conferir o trailer de Punhos de Repúdio:

Missão ODS: Fugativa Escape Games investe em jogos sustentáveis

Jogos eletrônicos tem relação com sustentabilidade? De acordo com o pessoal da Fugativa, rede de jogos de fuga, sim. Consciente da importância do tema da sustentabilidade nos dias atuais, principalmente com as mudanças causadas pela pandemia, a Fugativa Escape Games criou a Missão ODS. A ação on-line explica, de forma lúdica e intuitiva, os conceitos que fazem parte do material Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) lançado pelas Organizações das Nações Unidas (ONU) em 2015.

Neste material, a ONU lista 17 objetivos para transformar o mundo, que vão desde assegurar educação de qualidade, igualdade de gênero e consumo e produção responsáveis até a erradicação da pobreza, a promoção da paz e da justiça e a construção de instituições eficazes. Cada objetivo traz metas específicas a serem alcançadas. Por meio dos ODS, a ONU trabalha ativamente com governos, sociedade civil e parceiros. O interessante é que Missão ODS tem tudo a ver com esses objetivos.

“Percebemos uma preocupação cada vez maior, por parte das grandes corporações, com a sustentabilidade”, disse Tatiana Assali, gerente de Relações Institucionais do Conselho empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS). Segundo ela, o conceito de sustentabilidade está intimamente ligado à ideia de perenidade. “Estamos falando de preservação, de estarmos aqui por um longo tempo e com qualidade de vida. A perenidade é um sinônimo da sustentabilidade”, afirmou.

Missão ODS busca contribuir para que os conceitos e as ações que fazem parte da ODS sejam apresentados e explicados e passem a fazer parte do dia a dia das pessoas. Todo o conteúdo da Missão ODS é baseado no material disponibilizado pela ONU na versão brasileira, para maior entendimento dos conceitos e alinhamento com o material original. Pode ser usado em escolas ou empresas, interessados em disseminar essas ideias sustentáveis.

Saiba mais sobre o Missão ODS no site.