Lipsync Killers – Game brasileiro coloca o jogador em desafio musical de Drag Queens e Drag Kings

Quem assiste ao programa RuPaul’s Drag Race vai sentir familiaridade com o novo jogo Lipsync Killers, do estúdio de mesmo nome. Trata-se de um título para PC e Android inspirado em clássicos como Guitar Hero e Just Dance, a diferença é que aqui a disputa é protagonizada por Drag Queens e Drag Kings pelo posto de melhor performer de um show musical.

O jogo será uma competição rítmica na qual será preciso realizar movimentos de acordo com cada música para que sua drag queen ou drag king faça uma performance recheada de espacates, death drops e revelações, e consiga completar os desafios e acumular pontos.

Lipsync Killers está a poucos dias de realizar o lançamento da primeira demo do jogo, que servirá como o pontapé inicial para a campanha de financiamento coletivo a ser liberada simultaneamente. O lançamento, tanto da demo quanto da campanha, será realizado nessa quinta-feira (27), onde serão reveladas as informações relacionadas às formas de apoio, valores, além das metas especiais que, se cumpridas, liberarão diversas funcionalidades e participações dentro do jogo.

“Nós tivemos a sorte de conseguir a participação de pessoas muito especiais, e que são vozes importantes dentro da comunidade LGBTQIA+. Então estamos muito animados para que todos possam ver todos os detalhes do jogo, que estamos desenvolvendo com muito carinho e cuidado. Algumas pessoas que colaboraram com o projeto já receberam a demo em primeira mão, e o feedback tem sido super positivo.”, diz Renan Riso, criador do jogo.

Na demo será possível conhecer um pouco mais sobre a mecânica do jogo, que segue os moldes de clássicos como Guitar Hero e Just Dance, onde o jogador precisa realizar os movimentos de acordo com o ritmo da música para conseguir pontuar e completar as metas. E aqui, o jogador irá incorporar uma drag queen em uma batalha de dublagem, realizando movimentos como death drops, espacates, revelações de perucas e muito mais.

“Nesse primeiro momento será possível jogar apenas com duas das personagens já anunciadas anteriormente: Nonami e Liquor. Mas já revelamos outras três personagens jogáveis que serão lançadas posteriormente, e já temos algumas outras em desenvolvimento.”, continua Renan. E por ser um jogo rítmico musical, Lipsync Killers promete trazer boas surpresas para os fãs de música nacional.

“Nós temos algumas das drag queens mais famosas no mundo atualmente, se aventurando nas mais diversas áreas do entretenimento e levando a nossa cultura cada vez mais longe. E é claro que não poderíamos deixar de trazer para o projeto algumas dessas artistas que também somos fãs! Antes de qualquer coisa, queremos servir como uma plataforma para essas artistas independentes, que fazem trabalhos incríveis e merecem alcançar cada vez mais pessoas.”, conta o publicitário.

Além das cantoras consagradas nas noitadas das Queens e Kings no setlist, o título ainda promete a adição de uma Drag Queen bastante famosa como personagem jogável. Além disso, Lipsync Killers também trará drags conhecidas no meio digital como influencers, youtubers e podcasters como parte de algumas metas do financiamento em que elas entrarão como narradoras do jogo.

A campanha de financiamento do jogo Lipsync Killers estará disponível no Catarse, e a demo será liberada para download em smartphones com sistema operacional Android, e para PC Windows em uma forma adaptada para pessoas que utilizam o sistema iOS. O lançamento para smartphones da Apple está previsto como parte da primeira meta do jogo. Você confere mais informações sobre o título no Twitter e no Instagram oficiais.

Abaixo você confere o trailer de Lipsync Killers:

Born Race – Jogo te desafia a vencer a corrida pela vida com muito bom humor

Nosso destaque do dia é um jogo de ação para PC que desafia os jogadores a vencer a corrida mais importante de suas vidas: a corrida pela vida. Trata-se de Born Race, um jogo de ação-aventura ao estilo retrô sobre quatro espermatozoides que querem vencer a corrida pela vida. É uma aventura bizarra com uma história diferente para cada um.

Born Race envolve desafios, exploração e quebra-cabeças que são necessários serem transpassados para chegar ao óvulo. Os espermatozoides devem ainda enfrentar vírus, métodos contraceptivos e chefões perigosos que não querem deixá-los nascer.

O macete é que cada um dos espermatozoides (Mike, Sammy e Tommy) devem tomar um caminho diferente para chegar até o óvulo. Isso significa que com a sua história também será assim. Mike é um jogador de basquete, Sammy, uma líder de torcida, Tommy, um programador dos computadores e Beth, uma enfermeira. Todos eles possuem personalidades distintas, um desenvolvimento pessoal, fases que mudam e um final surpreendente. Afinal, será que essas profissões serão seus caminhos traçados após fecundarem, nascerem e crescerem como seres humanos no futuro?

Born Race conta com 5 fases para cada personagem, totalizando 20 fases diferentes para serem exploradas. Também conta com histórias únicas para cada personagem. A temática é tratada de forma leve e bem humorada e conta com chefões poderosos que diversificam a partida com desafios maiores.

Born Race será lançado dia 05 de abril de 2021 no site Steam. O game para Microsoft Windows (computador) conta com dois idiomas: português e inglês. Todas as informações do jogo e redes sociais podem ser encontradas aqui.

Você pode conferir o gameplay de Born Race abaixo:

Nimo TV e streamers dão dicas para fazer um streaming de qualidade

Quando alguém pergunta para um streamer o segredo do sucesso, as primeiras coisas que eles respondem são: dedicação, criatividade, persistência e muitas vezes, até um pouco de ousadia. Mas verdade seja dita: isso não é o bastante! A Nimo TV, plataforma de streaming com foco na transmissão de jogos eletrônicos, foi além e perguntou para alguns dos streamers mais famosos do momento as principais dicas para começar a transmitir online com qualidade e engajamento, mesmo que usando um simples smartphone.

O que descobriu-se é que o equipamento é uma das peculiaridades que mais se deve ter atenção. Como em qualquer profissão, a grande maioria dos streamers vão ganhando espaço, melhorando suas performances e, consequentemente, aprimoram o ambiente e os equipamentos para entregar cada vez mais qualidade e conteúdos diferenciados para os fãs. Isto ocorre porque o espectador demanda por vídeos de alta qualidade, tanto na imagem quanto no som, fazendo com que streamers que não evoluem suas transmissões percam público gradativamente.

É bem verdade que muitos começam com equipamentos simples, mas a tendência é evoluir, investindo em melhorias, como câmera HD, ou ainda ampliando a capacidade do PC, instalando-se mais de um monitor para poder jogar e ainda acompanhar o chat, entre muitas outras coisas, conforme vão conquistando o público.

Cerol, que hoje é um dos principais nomes do Free Fire do Brasil, não tinha muitos recursos quando começou e contou com a ajuda de uma fã, que o presenteou um kit de periféricos gamer para que ele pudesse ter mais recursos para fazer as suas transmissões.

“Meu equipamento era muito ruim e mesmo assim eu já estava começando a ganhar público. Para minha surpresa, ganhei de uma fã: monitor, mouse, teclado e câmera, isso ajudou a dar um impulso na minha carreira, sou muito grato a ela”, conta.

 Keilemeg, um dos destaques da Nimo TV no streaming de games, conta que antes de fazer sua primeira transmissão montou uma infraestrutura básica e assim que fechou contrato com a plataforma, usou todo seu primeiro salário para fazer um upgrade geral em seus equipamentos. Para ela, isso foi um investimento em seu trabalho.

“Dá para começar com pouca coisa, mas aconselho: sempre que puderem, façam melhorias. Isso mostra um cuidado em levar para o público uma melhor qualidade durante as transmissões, pois a imagem que você passa na tela ajuda muito a conquistar o público”.

Também está na lista de streamers que começaram suas carreiras com poucos recursos e foram fazendo as melhorias de acordo com o crescimento do público e dos ganhos, Dani Liu, é uma das grandes promessas da plataforma. A jovem ressalta que “é importante oferecer a melhor qualidade para as pessoas que estão assistindo, assim elas terão uma experiência ainda mais completa com a live e vão querer voltar sempre para ver você.

E como é no chat que acontece boa parte da interação entre streamer e público, investir em tecnologia facilita também nesse processo. Ter mais de um monitor ajuda, porque enquanto joga, consegue ficar de olho no que estão falando no chat. “As duas telas ajudam muito na interação com o público e dar atenção a eles é essencial”, completa Dani Liu

Abaixo você confere o compilado de dicas que a Nimo TV, junto com CerolDani Liu, e Keilemeg, separou para quem quer começar a streamar, com direito a tutorial de como configurar a plataforma para uma transmissão:

      • Use a criatividade para criar seus conteúdos
      • Conversar com o público é muito importante, pois engaja a comunidade e permite que seja criada a sua própria legião de fãs.
      • Crie uma rotina com um horário fixo para suas transmissões, isso faz com que o público saiba quando te encontrar ao vivo.
      • Sempre que possível traga novidades para seu público e inove nos contéudos.
      • Cuidado para não utilizar vídeos, imagens, músicas e outros conteúdos sem autorização.
      • Também tenha cuidado para não falar ou mostrar nada que não queira que seja divulgado.
      • Respeite seu público.
      • Não se preocupe com os equipamentos que você tem, dá para investir aos poucos, conforme for crescendo o seu público e os seus ganhos
      • Divulgue suas transmissões e os conteúdos que produz nas redes sociais, elas ajudam a impulsionar o engajamento.
      • Persista e não desista. Mesmo com um público pequeno, as pessoas estão lá para ver você, dê o seu melhor.