Morto – Game de terror brasileiro aborda o tema da depressão

Hoje vamos destacar o game indie criado pelo gamedev Matheus Ribeiro, que tem tudo para agradar quem gosta de terror psicológico e clima de mistério e claustrofobia. Trata-se de Morto, um game de terror em 2D com ambientes desenhados à mão e uma estética de desenho animado dos anos 30.

A estrutura de Morto é por capítulos, sendo que os demais capítulos terão lançamentos em breve. Basicamente você controla um personagem misterioso que explora apartamentos e demais ambientes urbanos presenciando cenas perturbadoras. Seu dever é descobrir o que está havendo antes que seja tarde demais. A jogabilidade é nem simples: você deve andar e interagir com os objetos nos cenários.

De acordo com o desenvolvedor, Morto tem como tema central a depressão, de modo que não é aconselhável a quem tem histórico dessa doença. Os ambientes desenhados à mão são belíssimos, demonstrando a criatividade e talendo envolvido na obra. A trilha sonora é bastante tensa e combina com os cenários. Morto está disponível para Windows, MacOS e Linux. Você pode acessar e baixar o game aqui.

Abaixo você confere o trailer de Morto:

Reverie Knights Tactics – game ambientado no universo ‘Tormenta’ ganha demo na Steam

Hoje a dica é para quem curte jogos de RPGs nacionais e estava esperando por novidades. Acaba de chegar à Steam a demo do jogo indie “Reverie Knights Tactics”, título da 40 Giants Entertainment, em coprodução com a Hype Animation e Jambô Editora. O game é inspirado na franquia de sucesso “Tormenta”.

De acordo com os desenvolvedores, uma live com os desenvolvedores acontecerá no dia 19 de julho, segunda-feira, no Instagram, às 19h, para contar mais sobre o lançamento. O jogo de RPG tático tem lançamento mundial previsto para o final de 2021, nas plataformas Playstation 4 e 5, Xbox One e Series S/X, Nintendo Switch e PC. A distribuição fica a cargo da publisher europeia 1C Entertainment (“King’s Bounty 2”).

“Reverie Knights Tactics” é um RPG (role-playing game) de turnos com batalhas em cenários isométricos, onde cada escolha pode alterar a história. Em um mundo ilustrado à mão, o jogador controla uma equipe de até quatro heróis numa expedição para encontrar Lenórienn, a perdida cidade élfica enquanto luta contra a ameaça goblinoide que espalha terror no continente. Em desenvolvimento há quatro anos, “Reverie Knights Tactics” utiliza personagens e cenários recorrentes do universo “Tormenta”. Criada em 1999 por Marcelo Cassaro, Leonel Caldela, Guilherme Dei Svaldi, Rogério Saladino e JM Trevisan, a série abrange romances, quadrinhos, jogos e outros produtos.

Para o diretor e ilustrador do projeto, EdH Müller, “Reverie Knights Tactics” foi pensado para levar o mundo de “Tormenta” para o exterior. O game virá com opções em vários idiomas, entre eles o inglês, chinês e russo. Müller destaca a narrativa como um dos diferenciais do RPG tático: “A gente alia duas coisas que são fundamentais para esse tipo de jogo: ter uma história rica, interessante, e contar essa história não apenas pelo desenrolar dos personagens, mas também de forma que todos os cenários e elementos visuais estejam ali para contar essa história”, promete Müller. O desenvolvedor aposta na exploração dos ambientes.

Customização de personagens, criação de itens e mapas expansivos, entre outros elementos indispensáveis ao gênero são parte do gameplay de “Reverie Knights Tactics”. A jogabilidade das batalhas segue o estilo clássico para quem já gosta do estilo RPG, segundo os desenvolvedores. A demo disponível na Steam serve de prólogo e dá acesso à primeira hora do jogo com a protagonista Aurora e sua melhor amiga Brigandine. As duas partem para um continente desconhecido em busca de Marius, o pai adotivo de Aurora que desapareceu em uma expedição. As decisões do jogador definirão o desenrolar dos acontecimentos. Você pode baixar a demo aqui.

 

Requisitos de sistema – Reverie Knights Tactics:

SO: Windows 7/8/10 64-bit
Processador: Intel Core i5-3570K
Memória: 4 GB de RAM
Placa de vídeo: Intel(R) HD Graphics 4000
DirectX: Versão 9.0c
Armazenamento: 9 GB de espaço disponível
Placa de som: Direct X compatible

 

Esports Law – Livro aborda questões jurídicas práticas do esporte eletrônico

Os eSports estão revolucionando a forma como os jovens entendem os esportes atuais. Muitos até fazem comparações com outros esportes mais tradicionais, como o futebol ou o vôlei , uma vez que existem associações, técnicos, centros de treinamento e toda uma estrutura para tornar essas atividades mais profissional. Assim, faz-se necessário entender as questões jurídicas do esporte eletrônico.

É justamente pensando nisso que o advogado Antonio Carlos Bratefixe Junior  acaba de lançar a obra “Introdução ao Estudo do Esports Law – O Direito do Esporte Eletrônico”, pela editora Mizuno. Trata-se da primeira obra no Brasil que aborda exclusivamente as questões jurídicas da atividade em âmbito profissional.

Bratefixe Junior atua na área do direito atendendo atletas, equipes e influenciadores digitais do mercado de esportes eletrônicos. A obra trata das relações jurídicas existentes no mercado do esporte eletrônico, contrato com atletas, patrocinadores, regularização de empresas, criação de times, direitos de imagem, regulamentos de competição, regulamentação do setor, presença do menor, presença da mulher e uma visão sobre o estudo individualizado do esporte eletrônico como área do direito.

Sinopse

A evolução da sociedade moderna com o avanço da tecnologia criou novas formas de comunicação, entretenimento, trabalho e impactou diretamente em todas as esferas coletivas, inclusive no esporte. Os jogos eletrônicos há muito tempo deixaram de ser apenas um meio de diversão alcançando status de esporte profissional de alto rendimento.

A evolução do eSports cria necessidades jurídicas, uma vez que contratos, negócios jurídicos e relações comerciais são desenvolvidos entre atletas, clubes, organizadoras de torneios e outros personagens desse ecossistema que necessitam de segurança jurídica adequada. A obra propõe o estudo inédito sobre o Direito do Esporte Eletrônico de forma individualizada, denominado Esports Law, considerando sua natureza jurídica e seus aspectos singulares de desenvolvimento dentro de um novo conceito de prática desportiva, desenvolvida totalmente através de bases digitais e tecnológicas.

O autor une o conhecimento de atuação na indústria dos games e dos Esports, apresentando situações práticas, definições jurídicas, a característica multidisciplinar com as demais áreas do Direito e elementos de Direito comparado, trilhando o caminho desde o início das primeiras competições esportivas até a definição do esporte eletrônico como prática esportiva e de seus praticantes como verdadeiros atletas. Uma obra indispensável para estudantes, advogados, juízes, procuradores, atletas, diretores e proprietários de organizações de esporte eletrônico e estudiosos de novas áreas de atuação jurídica.

O que você encontrará em Introdução ao Estudo do Esports Law:

        • O direito do esporte eletrônico como área específica de estudo do direito
        • Relações jurídicas de atletas, clubes e streamers
        • Principais contratos do ecossistema do esporte eletrônico
        • Gaming house, gaming office, doping e enquadramento jurídico do esporte eletrônico