Hackathon IESB busca soluções inovadoras

A terceira edição do Hackathon IESB está prestes a começar! Desta vez, a terceira edição do evento será promovida pelos cursos de pós-graduação em Inteligência Artificial, Tecnologias Disruptivas e Aplicativos Móveis do IESB. Podem participar alunos de pós-graduação ou que tenham concluído o ensino superior, em qualquer instituição de ensino.

Organizado de forma on-line, o objetivo do evento é apresentar um desafio, de acordo com cada área, com prazo de uma semana para cada competidor apresentar a sua resolução. As propostas dos alunos serão avaliadas por uma banca formada por professores dos cursos da pós e convidados de empresas parceiras.

Os melhores trabalhos serão premiados com bolsas de estudos de até 80%. Ao todo, 15 bolsas estarão disponíveis. Serão cinco para cada um dos três cursos de pós-graduação do IESB: Inteligência Artificial, Tecnologias Disruptivas e Aplicativos Móveis.

“Além da premiação, a competição é uma forma de aprender tecnologias com aplicação prática e oportunidade única de fazer networking. Também é o momento certo de ampliar o currículo, pois os ganhadores podem colocar o título no portfólio ou LinkedIn”, destaca o professor Alexandre Loureiro, coordenador dos três cursos do Hackathon e moderador do evento.

No Hackathon do semestre passado, Alexandre Godinho, atualmente aluno da pós-graduação em Inteligência Artificial, foi o primeiro colocado e ganhou uma bolsa de 80% para a especialização. Ele já atuava com estatística e ciência de dados, mas queria ampliar os conhecimentos. “O desafio foi trabalhar sobre um conjunto de dados de tweets, focado em processamento de linguagem natural. Meu projeto foi uma aplicação web que fez uma análise exploratória do dataset. Aplicamos algumas técnicas de processamento no texto e análise de sentimentos para os tweet”, explica Alexandre.

 Hackathon de Inteligência Artificial e Tecnologias Disruptivas

Será um desafio único para os cursos de pós-graduação em Inteligência Artificial e Tecnologias Disruptivas. A abertura da competição será na segunda (30/8), às 19h30, no YouTube do IESB, e o encerramento será na segunda seguinte (6/9), às 19h30, no mesmo canal.

O desafio apresentará um tema a ser definido. A apresentação de um dashboard analítico de uma base de dados também será definida. Serão oferecidas cinco bolsas de estudo de até 80% para cada curso de pós-graduação e os vencedores serão divulgados na live de encerramento. Inscreva-se aqui.

BIG Festival vai mostrar conteúdo inédito de 8 jogos brasileiros que chegam em 2021

Entre os dias 3 a 9 de maio ocorre em São Paulo mais uma edição virtual do BIG Festival, o maior evento de jogos independentes da América Latina. Para esta edição a organização preparou uma grande surpresa para os fãs de jogos nacionais: conteúdo inédito de oito jogos.

Os oito jogos selecionados para a sessão Best by Brazil Games 2021são de empresas associadas à Abragames e ao Projeto Setorial de Exportação Brazil Games. Cada estúdio apresentará detalhes e informações sobre suas produções.  A sessão, que acontece no dia 4 de maio, terça-feira, a partir das 12h30, é completamente gratuita e poderá ser acompanhada online, assim como todo o conteúdo do BIG Festival 2021, com exceção das rodadas de negócios. Mais informações sobre o evento aqui.

Os games selecionados para a mostra especial do BIG Festival 2021 são os seguintes:

 

Evertried – Lunic Games

Game de estratégia em turnos ao estilo rogue-lite, onde jogadores controlam a alma de um guerreiro morto que deve subir uma torre de 50 andares em busca da vida eterna. Para isso, será preciso derrotar todos os inimigos de cada andar, utilizando habilidades, armadilhas da própria torre, e o mais importante: tática.

 

Gravitacional – Electric Monkeys

Resolva puzzles neste game de Realidade Virtual que coloca o jogador na pele de Sebastian, um cientista cadeirante capaz de desenvolver soluções gravitacionais.

 

Kukoos – Lost Pets – PETIT FABRIK

Um jogo de plataforma 3D com diversas mecânicas que exploram a colaboração entre jogadores e animais de estimação. O principal objetivo é resgatar todos os pets que sofreram lavagem cerebral, dominados por um sapo robô gigante durante um festival. Muitos segredos e itens colecionáveis convidam os jogadores mais hardcore a cavar fundo e jogar de novo até coletarem tudo.

 

No Place for Bravery – Glitch Factory

Thorn, um velho e ambicioso guerreiro, perambula por um mundo devastado pela guerra em busca de sua filha perdida. Sobreviva às batalhas desenfreadas e violentas neste RPG de ação 2D top-down, e descubra a história arrepiante por trás da odisséia de Thorn.

 

Project Colonies: Mars 2120 – QUByte Interactive

Inspirado nos grandes títulos do estilo ‘Metroidvania’, trata-se de um jogo de ficção científica no gênero de ação-aventura com exploração livre, em que a Tenente Anna “Charlotte”, membro de uma unidade especial de soldados de elite, é enviada com sua equipe em uma missão à primeira colônia populada  em Marte, após receberem um pedido de resgate.

 

Spacelines from the Far Out – Coffeenauts

Aventura co-op gerada proceduralmente, na qual você e seus amigos fazem parte da tripulação de uma companhia de viagens intergaláctica. O seu trabalho é levar os passageiros ao seu destino em segurança, felizes, e com o mínimo de vômito possível.

 

What the Duck – Seize Studios

What the Duck é um RPG de aventura e ação que se passa em um mundo onde algumas pessoas podem invocar seu animal espiritual para lutar. Dentre pessoas com Dragões ou Tigres, você é o cara que tem um Patinho.

 

Zombie Neighborhood – Playlearn

O apocalipse zumbi chegou e o mundo está mergulhado no caos. Neste cenário, você deve ajudar um pequeno grupo de pessoas bem diferentes entre si a conviver juntas e sobreviver (sem que eles mesmos acabem se matando!). Para isso, é preciso explorar os recursos, se esconder dos zumbis (ou enfrentá-los), enquanto melhora a sua casa-esconderijo e torce para que a ajuda chegue logo.

Rocketseat lança formação gratuita para desenvolvedores

Está procurando algum curso na área de programação para aprender uma nova profissão, ou ainda melhorar suas habilidades? Pois a Rocketseat, edtech que oferece conteúdos e desafios para formar profissionais de programação com metodologia e plataforma próprias, acaba de lançar o Discover, um curso totalmente gratuito para quem quer se tornar um desenvolvedor.

A formação é uma iniciativa da startup para ajudar a suprir o gap de profissionais do mercado, já que a área necessita de profissionais atualmente e precisará de 264 mil programadores até 2024. O objetivo é ajudar todo o ecossistema de programação a acompanhar a evolução da tecnologia de forma sustentável e assim suprir o gap dos mais de 264 mil profissionais da área que serão necessários até 2024. Para o cofundador e CEO da Rocketseat, Robson Marques, a defasagem no currículo das instituições de ensino e falta de acesso às aulas particulares contribui para o aumento desse déficit.

“Nossa missão é garantir a possibilidade de aprendizado ao maior número de pessoas possível, do norte ao sul do país, em qualquer local com um computador e acesso à internet. O curso é completo e gratuito, isso nos aproxima daqueles que por algum motivo imaginaram que ser dev era uma realidade distante”, explica.

Recentemente as startups Rocketseat e Shawee somaram forças para construir uma ponte entre empresas e desenvolvedores por meio da educação, e reunir em uma única plataforma todo o ecossistema de programação, começando pelo Discover, onde o aluno pode aprender os fundamentos do desenvolvimento. O curso trará aulas com fundamentos da programação, com cerca de 80 horas de conteúdo que vai do zero até os primeiros passos na carreira de desenvolvedor.

O lançamento do Discover aconteceu em dezembro, durante o DoWhile, primeiro evento pós-fusão das duas empresas que já impactaram mais de 500 mil desenvolvedores e desenvolvedoras com seus treinamentos pagos e gratuitos. A Rocketseat pretende formar 100 mil profissionais até 2023, o que representa ¼ da necessidade do mercado.