Brasil é o sexto país com maior tempo médio diário de jogos de videogame, segundo pesquisa da Kantar

O Brasil é o sexto país com maior média diária de tempo de jogo entre jogadores de videogame, segundo dados da Kantar IBOPE Media, divisão da Kantar especializada em pesquisa de mídia. A Kantar preparou o relatório “O mundo dos games”. Além desse dado, o relatório ainda aponta que três dos 10 maiores negócios na história da indústria de games foram fechados nos primeiros meses de 2022. O maior destaque fica para a compra da Activision Blizzard pela Microsoft, por US$ 68,7 bilhões em janeiro.

A proposta do relatório é oferecer uma visão geral a respeito dos gamers. Com ajuda da pesquisa Target Group Index Global Quick View 2021, além de dados das ferramentas Video Streaming Report e TG.Net, a empresa descobriu quem são eles, como se comportam e como se relacionam entre si e com outras atividades enquanto jogam.

 

Potência global

Globalmente, a força dos games é nítida, uma vez que 72% dos usuários de internet jogam os títulos. E mais: esse público gasta 2h14min diariamente com a atividade. Ao analisar os países de forma individual, o Data Stories aponta que o consumo ocorre com maior intensidade em regiões da Ásia e do Pacífico. O primeiro lugar fica com a China, onde 90% das pessoas jogam videogame e gastam 2h02min por dia com o lazer — veja aqui o Data Stories completo “O mundo dos Games”.

O Brasil também marca presença, ocupando a 15ª posição no ranking mundial. Dados apontam que 67% dos brasileiros jogam videogame, sendo que 42% o fazem todos os dias da semana. O público gamer gasta 2h30min diariamente com a atividade.

 

Hábitos nacionais

Os gamers brasileiros usam diferentes dispositivos para jogar. Os favoritos são smartphone (83%), console (47%) e computador (44%). Também é possível notar, em menor proporção, o uso de tablet (15%) e console portátil (14%).

Jogar, no entanto, não é um ato isolado. Os brasileiros costumam realizar outras atividades durante as partidas. Entre elas, destacam-se ouvir música (39%), conversar online (33%), navegar por redes sociais (30%), assistir a vídeos (22%) e pedir comida (19%).

Ainda vale ressaltar que 54% deles afirmam que é melhor jogar com outras pessoas. Prova disso é que 62% dos Gamers gostam de participar de jogos multiplayer online com desconhecidos e 51% aproveitam a modalidade com amigos.

Farol do caos – game indie coloca o jogador em uma caça ao tesouro no além vida

Hoje nosso destaque vai para o jogo “O farol do caos”, desenvolvido pelo estúdio brasileiro Café Game Studio. Trata-se de uma verdadeira caça ao tesouro não tradicional. Aqui o jogador encarna um pirata no pós-vida e deve explorar diferentes regiões em busca de ouro.

A desenvolvedora destaca alguns pontos do jogo, como o design e a trilha sonora, que dão o tom melancólico para uma aventura vivenciada por uma alma desencarnada.

“Quero fugir desse padrão estabelecido de jogos mobile cheio de propagandas e sistemas de compras. O jogo é gratuito e não tem propaganda alguma, mas eu gosto de pensar em sistemas diferentes de monetização”, diz a Café Game Studio.

Outro ponto interessante que o jogo possui um visual minimalista, uma vez que as personagens são ilustradas em pixel art majoritariamente em preto e branco. A ideia parece ser focar mais nas boas ideias do que em outros elementos.

O farol do caos está disponível gratuitamente na Google Play.

Punhos de Repúdio é anunciado para PS4 e Mac durante financiamento coletivo

Vocês devem se lembrar do game Punhos de Repúdio, o beat ‘em up brasileiro repleto de bom humor? Pois bem, o título está em campanha de financiamento coletivo há 15 dias e já acumula grandes conquistas desde então. Com mais de 550% da meta inicial batida e mais de 700 apoiadores empolgados com a ideia, o projeto atingiu a meta de lançamento para PlayStation 4 e Mac. O estúdio BrainDead Broccoli já revelou também a próxima meta da campanha, que inclui lançamento para Xbox One e Nintendo Switch.

Com demo disponível na Steam e mais de 7 mil cópias distribuídas, o jogo conta a história de uma pandemia fictícia onde inimigos negacionistas se recusam a usar máscaras e fazer distanciamento social, causando enorme revolta nas protagonistas. A abordagem é satírica e caricata, com uma trilha sonora envolvente e animações feitas à mão.

A campanha está disponível no site oficial até dia 28/05 com valores promocionais para o jogo, além de recompensas digitais e físicas como camisa, adesivos e edição de colecionador, dentre outros.

SOBRE O JOGO

Punhos de Repúdio é um game satírico no estilo beat ‘em up 2D, com influências de arcade clássico e um visual brasileiro moderno. O enredo conta a história de uma cidade que já foi um lugar feliz e sorridente… Até que, um dia, um vírus mortal se espalhou. Esse vírus mudou a forma como as pessoas vivem suas vidas, fazendo com que todos entrassem em um estado de auto-quarentena, saindo na rua apenas para o essencial e usando máscaras como medida de segurança.

Porém… uma certa porcentagem irracionalmente  fanática da população decidiu ignorar tais medidas, colocando em risco a vida de todos. Infelizmente, a única forma de combater esses egoístas é através dos Punhos de Repúdio. O título faz uma crítica mordaz ao que se viu no Brasil durante a pandemia, em que políticos e parte da população se posicionou contra o isolamento social e as medidas de prevenção contra o coronavírus.

Abaixo você confere o trailer de Punhos de Repúdio: