SAGA Talks debate sobre os games que viraram filmes

Nem sempre os jogos de sucesso conseguem êxito em suas adaptações para as telas de cinema. Títulos como Mortal Kombat, Street Fighter, Tomb Raider, Sonic, Super Mario Bros., Resident Evil, Doom, Assassin’s Creed, Tekken e Warcraft, são alguns exemplos de que nem sempre é possível corresponder às expectativas dos fãs. No próximo domingo (16) os fãs de jogos eletrônicos poderão acompanhar essas histórias através do programa SAGA Talks, às 16h, no canal da SAGA na Twitch .

O “SAGA Talks: Dos Games Paras As Telonas” contará com a apresentação de Rafael Nogueira, coordenador de eventos da SAGA, que receberá o criador de conteúdo e streamer David Tavares, o dublador e ator Heitor Assali, e o ilustrador e quadrinista Rafael Sam, para um bate-papo sobre o desempenho dos jogos nas telonas. O público poderá participar do programa enviando perguntas pelo chat.

Mais informações sobre a SAGA, maior rede de escolas de games e arte digital do Brasil, e seus cursos estão disponíveis no site da SAGA.

Punhos de Repúdio é anunciado para PS4 e Mac durante financiamento coletivo

Vocês devem se lembrar do game Punhos de Repúdio, o beat ’em up brasileiro repleto de bom humor? Pois bem, o título está em campanha de financiamento coletivo há 15 dias e já acumula grandes conquistas desde então. Com mais de 550% da meta inicial batida e mais de 700 apoiadores empolgados com a ideia, o projeto atingiu a meta de lançamento para PlayStation 4 e Mac. O estúdio BrainDead Broccoli já revelou também a próxima meta da campanha, que inclui lançamento para Xbox One e Nintendo Switch.

Com demo disponível na Steam e mais de 7 mil cópias distribuídas, o jogo conta a história de uma pandemia fictícia onde inimigos negacionistas se recusam a usar máscaras e fazer distanciamento social, causando enorme revolta nas protagonistas. A abordagem é satírica e caricata, com uma trilha sonora envolvente e animações feitas à mão.

A campanha está disponível no site oficial até dia 28/05 com valores promocionais para o jogo, além de recompensas digitais e físicas como camisa, adesivos e edição de colecionador, dentre outros.

SOBRE O JOGO

Punhos de Repúdio é um game satírico no estilo beat ’em up 2D, com influências de arcade clássico e um visual brasileiro moderno. O enredo conta a história de uma cidade que já foi um lugar feliz e sorridente… Até que, um dia, um vírus mortal se espalhou. Esse vírus mudou a forma como as pessoas vivem suas vidas, fazendo com que todos entrassem em um estado de auto-quarentena, saindo na rua apenas para o essencial e usando máscaras como medida de segurança.

Porém… uma certa porcentagem irracionalmente  fanática da população decidiu ignorar tais medidas, colocando em risco a vida de todos. Infelizmente, a única forma de combater esses egoístas é através dos Punhos de Repúdio. O título faz uma crítica mordaz ao que se viu no Brasil durante a pandemia, em que políticos e parte da população se posicionou contra o isolamento social e as medidas de prevenção contra o coronavírus.

Abaixo você confere o trailer de Punhos de Repúdio:

Dia da Matemática: Projetos e jogos ensinam e divertem

Adorada por alguns, temida por outros, a Matemática é uma das matérias mais importantes do período escolar. No Brasil, o dia 6 de maio foi escolhido como Dia da Matemática, em homenagem ao escritor e educador brasileiro Júlio César de Mello e Souza, mais conhecido como Malba Tahan. Cercada de números e operações, a matemática está presente no dia a dia de todas as pessoas. No período de isolamento social, com atividades remotas e híbridas, muitos projetos, jogos e atividades contribuíram com o ensino e colocaram a família toda para aprender. Hoje vamos falar de alguns!

Tornar a Matemática cada vez mais próximo da realidade dos alunos é uma das tarefas mais importantes nesse período. “Quando realizamos uma atividade contextualizada aproximamos a situação para realidades que estão presentes na rotina dos alunos. E quando falamos de crianças e adolescentes, é claro que o brincar, os jogos e games fazem parte da desse dia a dia”, explica o professor Luiz Filipe Trovão, do Marista Escola Social Ir Rui.

Matemática no dia a dia

Para o professor, as atividades e os projetos proporcionam momentos de experiências entre as disciplinas. “O conhecimento é amplo, e quando integramos a realidade, os estudantes podem compreender mais do que os números”, reforça Luiz Filipe. Um dos projetos do Marista Escola Social Ir Rui, que atende crianças e adolescentes gratuitamente em Ribeirão Preto (SP) é o Juntos Somos Mais. O objetivo da ação é aprender matemática por meio dos gastos diários de consumo, de energia, água, o tempo do banho ou de escovar os dentes. “Com base nessas anotações criamos cálculos e fórmulas para aliar os números e o consumo consciente”, relata.

Outro projeto da professora Adriana Ezequiel é o Redescoberta, os alunos do 3º ao 5º ano do Ensino Fundamental receberam em casa, kits com diversos jogos de tabuleiros, criados por ela, que ensinam as principais operações matemáticas. “A ideia é entender que as operações que aprendemos no início da nossa caminhada na escola, nos acompanham a vida toda e podem ser aprendidas de uma forma divertida, principalmente nesse período em que vivemos”, revela Adriana.

Aprendizado para toda família

Para a mãe de Sabrina, Vitória Souza de Freitas, aluna do 5º ano, essas ações contribuem para momentos de aprendizado e diversão de toda família. “Muitas coisas mudaram na forma de ensinar, eu não tive a oportunidade de terminar meus estudos, então junto com ela, aprendemos muito também”, reforça Maira Sousa Mendes.

A estudante de apenas 8 anos confessa as dificuldades na disciplina. “Não é minha matéria favorita, eu demoro mais para entender, mas com esse jogos, a gente nem sente, fica muito mais divertido de aprender”, revela.

Para celebrar o Dia da Matemática, os professores da disciplina revelam dicas de atividades que podem ser feitas em casa. O lema é aprender brincando:

Crie jogos de tabuleiro

No lugar de comprar aquele jogo pronto, que tal criar o próprio jogo de tabuleiro? Uma atividade com as famílias que envolve a imaginação e a criatividade. As crianças podem criar regras e os pais auxiliam na confecção de dados, trilhas, números para as peças e etc. O momento além de ensinar, vai garantir muita diversão.

Utilize materiais recicláveis

Garrafas, papelão, folhas utilizadas, embalagens de leite e outros produtos. Utilizar materiais recicláveis para criar o próprio jogo é uma das formas de aprender a sustentabilidade e a matemática.

Use ações da rotina

Muitas das atividades do dia a dia incluem a matemática, cozinhar, por exemplo, inclui somar, dividir ingredientes, contar o tempo de preparo. Assim como andar de bicicleta, patins, ou de carro. “Em casa, os pais e responsáveis podem criar tabelinhas na geladeira, contabilizando o tempo do banho, da água na hora de escovar os dentes, da luz acesa no quarto. Algumas famílias criam até uma competição saudável, que pode conscientizar e ensinar muito, brincando”, reforça Luiz Filipe.