Smartphone é a plataforma preferida pelos gamers no Brasil

Quase 90% dos jogadores preferem detonar no celular; novos aparelhos focam nos fãs de jogos

Os brasileiros descobriram o gosto pelos games e o grande responsável pela popularização dos jogos eletrônicos é o smartphone. Segundo dados da pesquisa Game Brasil 2020 (que ouviu mais de 5.000 pessoas), cerca de 70% dos brasileiros ouvidos afirmam ser jogadores e o celular é a plataforma preferida para jogos de quase 90% deles.

Seja por questões financeiras, pela evolução nos recursos de hardware dos celulares ou pela disponibilidade de versões móveis de títulos de sucesso dos consoles, já é possível dizer que o mundo dos games se rendeu aos dispositivos móveis.

De olho nesse filão, os fabricantes de smartphones investem em equipamentos com hardware poderoso, para proporcionar uma experiência de usuário cada vez mais realista, com gráficos de primeira. É o caso do aparelho Redmi Note 9, da Xiaomi, que conta com o novo chipset Helio G85, da MediaTek (empresa que criou uma linha de chips para smartphone com foco nos gamers). Esse chipset inclui GPU aprimorada de 1 GHz e tecnologia HyperEngine, para executar games poderosos e com ótima jogabilidade.

“O Helio G85, além de alto desempenho, maximiza a duração da bateria para uma experiência aprimorada de jogo, com a tecnologia de gerenciamento dinâmico de recursos”, explica Hernan Descalzi, gerente de mobile da MediaTek para o Cone Sul.

O HyperEngine combina várias tecnologias para aprimorar a experiência geral nos jogos, com desempenho mais suave, mesmo em jogos muito exigentes no processamento de imagens e dados. Além disso, oferece gerenciamento dinâmico inteligente de CPU, GPU e memória, de acordo com medições ativas de fatores de potência, temperatura e de jogo.

Além de um processador poderoso, o Redmi Note 9 conta com uma bateria de 5020mAh com carregamento de 18W que garante recargas velozes e suporta as longas jornadas do dia a dia, inclusive, para quem é fã dos games. Mas vale lembrar que o Redmi Note 9 é ótimo para jogos, mas não é um aparelho só para gamers, com recursos de ponta também para outras funções, como fotografia.

“Quando o assunto é foto, por exemplo, ele conta com uma câmera quadrupla de 48MP, possibilitando fotos ultra detalhadas e retratos impressionantes, a partir dos efeitos da ferramenta bokeh”, explica Luciano Barbosa, head da operação Xiaomi no Brasil. O novo aparelho também se destaca pelo visual moderno, exibindo um design novo, com o imersivo DotDisplay de 6,5 polegadas, protegido por um Corning Gorilla Glass 5 na parte da frente.

BGS 2020 é cancelada por conta do coronavírus

A pandemia de coronavírus não dá sinais de enfraquecimento no Brasil: de acordo com levantamento do consórcio de veículos de comunicação, o país já bateu a marca de mais de 1 milhão de infectados e quase 50 mil mortos. Com toda essa tragédia, é compreensível que muitos eventos acabaram cancelados. Infelizmente, a organização da Brasil Game Show (BGS) teve de anunciar o adiamento da edição 2020 da maior feira de games nacional.

O evento estava programado para acontecer entre os dias 8 e 12 de outubro, no Expo Center Norte, em São Paulo, e foi transferido para os mesmos dias de 2021. De acordo com a organização da BGS, adiar a 13ª edição da BGS para 2021 foi uma decisão difícil e foi tomada após ouvir visitantes, expositores, parceiros, patrocinadores, colaboradores e equipe interna.

“Em um cenário de incertezas, a BGS optou por não surpreender expositores, patrocinadores e público com mudanças repentinas que inviabilizem o planejamento e a organização, provocando ainda mais decepções e transtornos em um ano já tão difícil para todos”, diz o comunicado da BGS enviado para a imprensa.

Os visitantes que já adquiriram os ingressos para a BGS 2020 têm suas entradas garantidas na 13ª edição da Brasil Game Show, em outubro de 2021. De acordo com a organização, eles contarão com bônus e benefícios exclusivos, o Superingresso, cujas vantagens estão detalhadas no site da Brasil Game Show. No aquecimento para a 13ª edição da BGS acontecerão várias atividades digitais, cuja programação será detalhada nas próximas semanas.

Pixel Ripped 1989 Ganhará Edição Limitada de Mídia Física em Agosto

Pixel Ripped do estúdio ARVORE já pode ser considerado um dos games mais inteligentes produzidos no Brasil em todos os tempos. Tanta qualidade não poderia deixar de ser reconhecida. Após fazer parte nas melhores casas dedicadas a jogos de realidade virtual de SP, o game acaba de ganhar sua merecida versão física para quem gosta de colecionar jogos neste formato.

A desenvolvedora e editora brasileira ARVORE e a publisher britânica Perp Games firmaram parceria para uma edição física Cassete Rosa extremamente limitada em 25 de agosto para PlayStation VR. Com apenas 1500 cópias, as pré-encomendas da Pink Cassette Edition estão abertas agora e estarão disponíveis exclusivamente para compra na Perp Games Store (link).

Além disso, a também sequência aclamada pela crítica, Pixel Ripped 1995 (link), está disponível nas plataformas PSVR e Oculus em todos os países europeus e recebe uma atualização em vários idiomas nas plataformas Oculus Quest e Rift (será lançada em breve), adicionando alemão, francês, japonês, coreano e espanhol.

Além da Pink Cassette Edition, a Perp Games também acaba de anunciar que estará vendendo uma edição física padrão do Pixel Ripped 1989 no PlayStation VR. Esta edição padrão será vendida apenas através da Perp Games Store, não é limitada e estará disponível enquanto houver demanda.

A Edição Cassete Rosa de Pixel Ripped 1989 custará £29,99 e a Edição Física padrão custará £19,89. Esta edição é especial para os fãs do Pixel Ripped 1989, mas será limitada a apenas 1.500 cópias. Depois que acabarem, elas terão acabado para sempre! A Pink Cassette Edition contém a esperada edição física para PlayStation VR de Pixel Ripped 1989, mas será apresentada em uma autêntica caixa de jogos no estilo dos anos 80. De acordo com o estúdio ARVORE, também está incluída na caixa da edição limitada uma unidade USB de fita cassete rosa retro, repleta de itens digitais, como a trilha sonora oficial do Pixel Ripped 1989, papel de parede e arte exclusiva. Haverá até um conjunto de edição limitada de 3 cartões postais, assinados pela diretora do jogo, Ana Ribeiro.

“Este é um marco incrivelmente emocionante para a Perp Games Store. Sabemos que os fãs estão ansiosos para saber mais sobre nossos planos com o Pixel Ripped 1989 e a Pink Cassette Edition é algo que mal podemos esperar para compartilhar com você quando for lançado no 25 de agosto “, disse Mickey Torode da Perp Games.

As pré-encomendas estão já estão abertas. Se você está comprando desde o Reino Unido, basta acessar a Perp Games Store e preencher o formulário de pedido. Para quem está comprando de fora do Reino Unido, é necessário enviar um e-mail para [email protected] com seu endereço completo para receber uma cotação, incluindo postagem. Você também pode solicitar e escolher se deseja receber uma cópia ESRB ou PEGI do jogo.

Pixel Ripped 1989 é uma louca homenagem ao passado dos games. O jogador fará uma jornada para dentro da tela dos videogames e além. Situado na era dos consoles 8 bits, esse jogo dentro de um jogo segue as aventuras de Dot, uma personagem de videogame que tem o seu mundo ameaçado pelo Cyblin Lord, um vilão capaz de atravessar a barreira entre o mundo dos games e a vida real.

Pixel Ripped colocar o jogador no papel de Nicola, uma aluna de segunda série que precisa ajudar a Dot a salvar as duas realidades desta ameaça encarando desafios no mundo 2D de jogos retrô, ao mesmo tempo distraindo uma professora irritada e fugindo do temido diretor do colégio no mundo 3D. Para mais informações sobre o Pixel Ripped 1989, visite o site do game.

Abaixo tem o trailer de Pixel Ripped: