Distanciamento social: como promover uma boa experiência em ambiente virtual?

A pandemia de covid-19 basicamente obrigou os grandes eventos a se adaptarem ao ambiente virtual, inclusive as grandes feiras de jogos eletrônicos, tais como a Brasil Game Show e a E3. Pois bem, com a chegada da variante ômicron, por exemplo, cogitou-se a possibilidade de voltarmos a fazer isolamento social rígido e, em meio a tantas incertezas, começou-se a imaginar como adaptar as experiências de fim de ano para o mundo virtual.

Para o consultor empresarial e especialista em marketing de experiência, Marvin Akbari, a digitalização é um processo inevitável. Logo, os últimos dois anos foram uma espécie de catalisador para uma tendência já pré-estabelecida.

“Apesar dos eventos presenciais estarem voltando, temos a chance de dar mais amplitude de alcance de tudo que é presencial através do virtual. O digital nunca vai suprir a profundidade emocional que pode atingir o presencial, desenhado para envolver os 5 sentidos e, por outro lado, o presencial não consegue chegar na amplitude que o digital alcança”, explica.

Para Akbari, a melhor forma de criar eventos marcantes é utilizar o que o presencial e o virtual tem de melhor. “Para promover uma boa experiência no virtual, pense em cada detalhe. Desde o convite digital da pessoa, que pode ser acompanhado por um vídeo teaser para gerar desejo em participar do evento, até como é transmitida esta experiência”, pontua.

Nos eventos virtuais, o sentido mais relevante é o visual. Por isso, Marvin defende que a identidade visual deve ser estrategicamente pensada. “No digital é mais fácil atrair o desejo das pessoas pelo conteúdo, então palestrantes e tópicos que chamem a atenção e interesse do seu público alvo são o coração do projeto. Ao mesmo tempo, a experiência em volta disso é o que estabelece o posicionamento do padrão de trabalho que você quer transmitir”.

Um outro ponto a ser considerado é o esforço para evitar qualquer problema de transmissão como qualidade do som e da imagem, ruídos de conexão e a estabilidade da rede. “Fazer um evento virtual de excelência é algo que envolve um conhecimento técnico importante para poder prevenir todos os erros e imprevistos que podem aparecer, então sugiro se apoiar em uma equipe especializada”, aconselha Marvin Akbari.

Por fim, o especialista acredita que mesmo eventos digitais podem ter uma surpresa presencial. “Caso o número dos convidados da transmissão seja reduzido, é possível também enviar um kit personalizado para a casa de cada convidado para poder fazer uma experiência online com um chef, sommelier, mixologista ou qualquer tipo de experiência que funcione neste formato, combinando o online com algo presencial que faça o convidado interagir”, opina.

Já estão abertas as inscrições para o BIG Festival 2022

Desenvolvedores de jogos, fiquem atentos! O BIG Festival, o maior festival de games da América Latina, acaba de abrir as inscrições para jogos independentes e para sugestões de palestras para sua 10ª edição, que acontece de 5 a 10 de julho de 2022. De acordo com a organização, essa edição tem tudo pra ser histórica, afinal em 2022 o BIG completa dez anos de existência! Inclusive, serão milhares de dólares em prêmios para os melhores jogos!

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do site do BIG Festival. O prazo para inscrever jogos ou palestras é dia 28 de fevereiro de 2022, às 23h59 (horário de Brasília). Serão aceitos todos os tipos de jogos, em qualquer plataforma, publicados ou não, contanto que possam ser jogados pelo Comitê de Seleção do Festival.

Os jogos já lançados comercialmente serão aceitos contanto que tenham sido lançados há no máximo dois anos da data de início do festival. O evento deve acontecer tanto presencialmente, no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo, quanto online. Em sua última edição, totalmente virtual, o Festival teve números recordes, impactando mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo.

Confira outros números do BIG Festival:

      • Mais de 500 jogos de 50 países inscritos;
      • Mais de 100 jogos disponibilizados online para serem jogados gratuitamente;
      • 700 mil pessoas assistiram às sessões ao vivo;
      • 2 milhões de acessos a nosso site, jogos e estandes virtuais;
      • Mais de 68 milhões de views;
      • +70 horas de conteúdo bilíngue ao vivo (português e inglês);
      • Mais de 300 palestrantes de todo o mundo.

Para se inscrever no BIG Festival, basta acessar o site aqui.

BIG Festival se alia ao Magalu para apoiar jogos independentes nacionais

O BIG Festival, o maior festival de games da América Latina, em parceria com o Magalu, maior plataforma multicanal de varejo do Brasil, acaba de anunciar mais uma iniciativa de apoio ao desenvolvimento nacional de jogos eletrônicos. O projeto vai apoiar jogos casuais novos, prontos ou ainda em processo de criação, através de mentorias e suporte financeiro. Trata-se de uma iniciativa inédita, que aposta na força da indústria brasileira de games.

De Acordo com as organizações, serão dois tipos de seleção, uma para jogos novos, ou seja, ainda em desenvolvimento e em processo de criação, e outra para jogos já jogáveis, seja com demos ou finalizados, porém ainda não lançados. Na chamada de jogos novos, serão selecionados até nove projetos que receberão investimentos e mentoria do BIG Festival para melhoria do produto. Caso os jogos passem em testes de recepção, serão publicados com promoção do Magalu em suas redes sociais e canais, como o Superapp Magalu, Canaltech e Jovem Nerd, alcançando dezenas de milhões de usuários.

Para os jogos prontos, não há limite determinado de quantos projetos serão selecionados. Trata-se, porém, de uma chamada piloto, que servirá de base para outras chamadas futuras. Os jogos selecionados serão publicados com divulgação do Magalu, podendo, em alguns casos, receber aportes para melhoria do jogo.

“As chamadas foram desenvolvidas levando em consideração diversas pesquisas realizadas com os estúdios que enviaram jogos ao BIG Festival nos últimos anos. Identificamos diversos gargalos apontados principalmente pelos estúdios brasileiros, que têm muita dificuldade de acesso a recursos para desenvolvimento, promoção e melhoria de seus jogos. As chamadas procuram atender justamente essas demandas, mantendo uma participação justa dos estúdios nos resultados dos jogos”, afirma Gustavo Steinberg, Diretor do BIG Festival.

As inscrições podem ser feitas gratuitamente até o dia 17 de dezembro aqui.

 

Parceria BIG e Magalu

O BIG Festival será responsável por dar todo o suporte operacional às chamadas, ou seja, desde a seleção dos jogos até a mentoria para a melhoria dos produtos, enquanto que o Magalu atuará com um modelo novo de publishing, criando jogos novos para seus usuários e utilizando sua força de mídia.

“O Magalu tem o desafio de digitalizar o Brasil levando ao acesso de muitos, o que é privilégio de poucos. Nada melhor do que fomentar a produção de Jogos brasileiros, em um dos mercados que mais cresce recentemente e com potencial de ter uma relevância mundial”, disse Thiago Catoto, Diretor do Magalu.

Além das chamadas em parceria com o Magalu, as inscrições para a 10ª edição do BIG Festival estão abertas e o prazo para inscrever jogos vai até 28 de fevereiro de 2022. Para se inscrever, basta acessar o site do BIG.