Playstation Indies – Sony cria selo para dar mais visibilidade aos jogos independentes

Desde a Xbox 360 e Playstation 3, o mercado de jogos eletrônicos deixou de ser apenas um mar exclusivo para peixes grandes. O tempo mais longo de desenvolvimento aliado aos altos orçamentos necessários para se desenvolver um novo Resident Evil ou Final Fantasy deixou claro para as fabricantes de consoles que o modelo utilizado até algumas gerações atrás era insustentável para manter os jogadores ocupados nos períodos entre os grandes lançamentos. Daí os jogos menores se tornaram importantes.

Tanto a Sony, quanto a Microsoft e mesmo a Nintendo começaram a dar mais espaço para os produtores de jogos menores. Com isso, vimos pequenos notáveis conquistando as atenções dos jogadores, tais como Super Meat Boy, Brothers: a Tale of Two Sons. Pois bem, a Sony se inspirou na Microsoft e acaba de dar um passo importante para os jogos indpendentes: a gigante japonesa criou o selo Playstation Indies e anunciou nada menos que 9 jogos para os PS4 e PS5 sob este selo.

De acordo com Shuhei Yoshida, presidente da SIE, o projeto visa incentivar produtores independentes. A ideia é atrair os pequenos desenvolvedores para o ecossistema do Playstation e incentivar a produção de jogos inovadores.

“Com a PlayStation Indies, esperamos destacar e apoiar os melhores entre os melhores dos jogos indie sendo publicados para PlayStation, e a comunidade indie como um todo. O nosso objetivo é tornar o PlayStation o melhor lugar para se desenvolver, encontrar e jogar ótimos jogos indie”, disse Yoshida.

Os planos da Sony são de lançar ao menos um título indie no Playstation Now, de modo a dar maior visibilidade para esses títulos e permitir que os produtores não fiquem restritos a espaços escondidos nas lojas online. O primeiro game a figurar no Now será Hello Neighbor já em julho. Além dele, a empresa já anunciou outros títulos que sairão para as duas plataformas da empresa, incluindo:

  • F.I.S.T.: Forged In Shadow Torch
  • Maquette
  • Where the Heart Is
  • Heavenly Bodies
  • Recompile
  • Carto
  • Haven
  • Worms Rumble
  • Creaks

Abaixo você confere um teaser de anúncio do Playstation Indies:

Sony revela design futurista do Playstation 5 e mais de 24 jogos são anunciados

O mundo parou no último dia 11/06/2020 para acompanhar o evento online da Sony Interactive Entertainment, pois foi ali que a empresa divulgou os detalhes do Playstation 5, incluindo o design final e uma longa lista de jogos inéditos que virão com a plataforma. A primeira coisa que chama as atenções é a mudança radical em comparação aos seus antecessores: a Sony resolveu apostar em um visual futurista e curvas sinuosas. O PS5 será lançado em duas opções: um modelo padrão com unidade de disco Blu-ray Ultra HD e um modelo digital sem unidade de disco. De acordo com a gigante japonesa, isso irá oferecer aos gamers uma possibilidade de escolha sem precedentes no lançamento.

Os fãs também puderam conferir pela primeira vez os novos títulos do PlayStation 5, muitos dos quais serão lançados em caráter exclusivo para o console. Entre eles temos franquias de renome retornando como Spiderman, Hitman, Ratchet & Clank, entre outros. Talvez a maior surpresa tenha sido GTA V, que chegará ao PS5, graças à uma parceria entre a SIE e Rockstar Games. De acordo com os produtores, a versão para PS5 será aprimorada e terá lançamento no segundo semestre de 2021.

Uma nova versão de Grand Theft Auto Online também será lançada, com acesso grátis para todos os proprietários do PS5 nos três primeiros meses a contar do lançamento do jogo. Após realizarem o resgate, os proprietários do novo console terão o jogo permanentemente e, com a assinatura do PlayStation Plus, poderão jogar GTA Online o quanto quiserem. Vale lembrar que todos os proprietários do GTAV para PS4 receberão GTA$1.000,000 todo mês até o lançamento da versão para PS5 em 2021.

“Com o PlayStation 5, demos um salto considerável para oferecer uma geração verdadeiramente única de experiências de jogo transformadoras, que dará novo significado ao que os jogos podem ser”, disse Jym Ryan, presidente e CEO da SIE. “Os mundos serão mais ricos e belos, cativando seus sentidos de formas que você não considerava possíveis, e a experiência será muito mais fluida, com carregamento em um piscar de olhos. A demonstração de hoje é uma pequena amostra do que está por vir na próxima geração, e queremos agradecer nossa comunidade por participar dessa jornada de lançamento do PS5 conosco.”

Jogos para PS5 da Sony Worldwide Studios e de parceiros

  • Astro’s Playroom (Japan Studio)
  • Demon’s Souls (Bluepoint Games/Japan Studio)
  • Destruction All Stars (Lucid Games/XDEV)
  • Gran Turismo 7 (Polyphony Digital)
  • Horizon The Forbidden West (Guerrilla Games)
  • Marvel’s Spider-Man Miles Morales (Insomniac Games)
  • Ratchet & Clank: Rift Apart (Insomniac Games)
  • Returnal (Housemarque/XDEV)
  • Sackboy A Big Adventure (Sumo Digital/XDEV)
  • Jogos para PS5 de outras editoras e desenvolvedores
  • Bugsnax (Young Horses)
  • DEATHLOOP (Bethesda)
  • Ghostwire™: Tokyo (Bethesda)
  • Godfall™ (Gearbox Publishing/Counterplay Games)
  • Goodbye Volcano High (KO-OP)
  • Grand Theft Auto V e Grand Theft Auto Online (Rockstar Games)
  • HITMAN 3 (IO Interactive)
  • JETT: The Far Shore® (Superbrothers)
  • Kena: Bridge of the Spirits (Ember Lab)
  • Little Devil Inside (Neostream Interactive)
  • NBA 2K21 (2K, Visual Concepts)
  • Oddworld Soulstorm™ (Oddworld Inhabitants™)
  • Pragmata (Capcom)
  • Project Athia* (Square Enix/Luminous Productions)
  • Resident Evil Village (Capcom)
  • Solar Ash (Annapurna Interactive/Heart Machine)
  • Stray (Annapurna/Blue Twelve Studio)
  • Tribes of Midgard (Gearbox Publishing/Norsfell)
  • The Pathless (Annapurna Interactive/Giant Squid)

A Sony também anunciou uma série de novos acessórios para PS5 que avançam ainda mais a experiência de jogos, incluindo:

  • Headset sem fio PULSE 3D™ – que conta com suporte a áudio 3D e dois microfones para cancelamento de ruído;
  • Câmera HD – com duas lentes 1080p para que os jogadores possam filmar e transmitir seus momentos mitológicos no jogo;
  • Controle de mídia – um controle remoto com microfone interno para navegar facilmente pelos filmes e serviços de streaming; e
  • Base de carregamento DualSense™ – para um carregamento conveniente de controles DualSense™ sem fio.

Os preços e mais detalhes do PlayStation 5 serão revelados futuramente. Você pode conferir os detalhes através do blog oficial do Playstation.

Prévia – ROCK OF AGES 3: MAKE & BUILDER

Rock of Ages é uma franquia iniciada em 2012, onde em 2017 ganhou o seu segundo jogo e agora vem para o seu terceiro, a formula é muito simples de jogar, mas difícil de lidar. O objetivo do jogador é controlar uma rocha que sai rolando pelo cenário, o jogador deve passar por difíceis obstáculos e lidar com uma física bastante punitiva.

Além disso, existe o modo Tower Defense onde o jogador deve colocar os seus próprios obstáculos no trajeto a fim de evitar que o adversário destrua a sua base. Fora isso, temos um modo de corrida, contra a rocha adversária e o modo Humpty Dumpty cujo seu objetivo é controlar um ovo (já assistiu Gatos de Botas? Então é aquele ovo) até a linha de chegada, a tarefa parece fácil, mas não é, graças aos obstáculos absurdos e física que exige que o jogador manipule o ovo com bastante cuidado.

Mas o grande diferencial de Rock of Ages 3 é a possibilidade de criar o seu próprio cenário, o modo Make promete ser muito atraente, pois é ali que o jogo promete se prolongar. Criar e usar os cenários da comunidade promete ser extremamente divertido, pois assim como jogos como Mario Maker, Rock of Ages 3 traz uma ferramenta bastante vasta para esta funcionalidade. A interface é bem intuitiva e permite modificar os cenários de diversas formas, como elevar o terreno, acrescentar obstáculos, inclinar a pasta entre outras coisas.

Jogamos a beta que possui um polimento bastante aceitável, o jogo em configurações médias rodou de forma bem fluida, apresentando pouquíssimos bugs, porém eles existem e é bem capaz de serem corrigidos até a sua versão final.

Foi possível verificar um pouco da campanha principal através desta beta, nela podemos ver que o foco é o humor, onde a história é praticamente revisitada com muito humor e animações de qualidade.

Um dos pontos ruins é a falta de clareza quanto as ferramentas do modo Tower Defense, não deixa muito claro o que cada coisa faz, fazendo com que a forma mais ideal de se aprender seja jogando os cenários e observando o que cada objeto faz na pratica, não é algo tão absurdo, mas na minha experiencia precisei perder algumas vezes para pegar o jeito e ter a noção dos objetos.

E a versão testada está em inglês, espero que até a finalização tenhamos o nosso idioma como opção de linguagem.

Rock of Ages 3 pode ser a versão definitiva desta franquia, tem tudo para ser algo muito agradável e que fará os jogadores passarem horas criando os seus próprios cenários para desafiar os mais habilidosos de seus jogadores.

 

Texto: Victor Cândido