Chamada pública para celebrar Game Development World Championship online e em pessoa

A temporada 2022 do Game Development World Championship, ou GDWC (Campeonato Mundial de Desenvolvimento de Jogos) está chegando ao fim, e agora é hora de conhecermos os incríveis desenvolvedores e seus jogos em uma Premiação muito aguardada que ocorrerá no dia 22 de abril em Tallinn, na Estônia. A organizadora do evento convida o público a garantir a vaga no evento presencial o mais rápido possível, pois os ingressos são limitados. E para quem não puder comparecer, não se preocupe, pois a Premiação será transmitida ao vivo no canal do YouTube do GDWC.

A Premiação vai celebrar as seguintes categorias: Estúdio, Indie, Hobby, Celular, Game Jam, Estudante, Prêmio Brainwave, Prêmio Houdini e Prêmio Xsolla. A rodada final da Votação da Escolha dos Fãs já está aberta para as categorias de Estúdio, Indie, Hobby e Game Jam. Venha votar nos melhores jogos agora mesmo: https://thegdwc.com/vote/

“Estamos animados com o GDWC 2022, que bateu recorde com mais de 3700 equipes inscritas. Nossos incríveis jurados estão trabalhando duro para selecionar os Vencedores da Escolha dos Jurados e agora precisamos da ajuda dos jogadores para escolher os Vencedores da Escolha dos Fãs. Acesse o site e vote! E não perca a Premiação do GDWC 2022, que ocorrerá em Tallinn, na Estônia, no dia 22 de abril.”, disse Olli Mäntylä, Diretor do GDWC.

Para cada categoria de Votação da Escolha dos Fãs (Estúdio, Indie, Hobby, Celular e Game Jam), serão apresentados 10 jogos, dos quais um será o campeão e quatro serão vice-campeões. Confira os prêmios para todas as categorias:

Vice-campeões da Escolha dos Fãs:

 

      • Roupas e Certificado do GDWC
      • Licença de um ano para o Rider da JetBrains
      • Oportunidade de destaque no site da Helpshift
      • 20% de desconto em Assinaturas ao IGDA (Associação Internacional dos Desenvolvedores de Jogos).

 

Vencedores da Escolha dos Fãs nas Categorias de Indie, Estúdio e Hobby:

 

      • Viagem à Finlândia para um representante da equipe
      • Brindes do GDWC e um Certificado
      • Licença de um ano para o Houdini Core
      • Licença de um ano para o Rider da JetBrains
      • Oportunidade de destaque no site da Helpshift
      • 20% de desconto em Assinaturas ao IGDA (Associação Internacional dos Desenvolvedores de Jogos).

Vencedores da Escolha dos Fãs nas Categorias de Celular e Game Jam:

 

      • Brindes, Roupas e Certificado do GDWC
      • Licença de um ano para o Houdini Core
      • Oportunidade de destaque no site da Helpshift
      • 20% de desconto em Assinaturas ao IGDA (Associação Internacional dos Desenvolvedores de Jogos).

 

O GDWC, ou Campeonato Mundial de Desenvolvimento de Jogos, é uma competição global online anual para desenvolvedores de jogos de todos os tipos, tamanhos e formações. Não importa se você é um desenvolvedor profissional, faz por hobby, é um estudante ou apenas tem interesse em desenvolvimento de jogos, envie o seu jogo e participe!

Visite o site oficial para mais informações.

Editora Fi lança “Redes, séries e nós”, livro que debate os usos e significados da tecnologia, incluindo os videogames

Nosso destaque do dia não é propriamente um jogo, mas sim um livro que analisa as encruzilhadas das mídias com a tecnologia. Intitulado “Redes, séries e nós”, o título é um apanhado de sete textos organizados por Marcelo Prioste, que desvelam o uso e os significados das tecnologias sob diferentes prismas, seja a luta anti-homofobia; o consumo; análise dos dados abertos; governamentais durante a pandemia; influenciadores digitais; e é claro, videogames.

Dois artigos, aliás, possuem os videogames como objetos de estudo. O primeiro é o “As interações entre marketing, games e as redes”, escrito pela Missila Cardozo, cujo título é autoexplicativo. O segundo texto é assinado por Marcelo Prioste. “Colette: games e dispositivos no front da resistência”, analisa o curta-metragem Colette (EUA, 2020) como mais um desdobramento na profícua relação entre cinema e games, observando a situação em que games se convertem em dispositivos para difusão de produtos audiovisuais, como no caso deste curta-metragem, um necessário e atual manifesto antifascista na forma de documentário.

O livro “Redes, séries e nós”, surgiu no transcurso de uma pandemia, da ascensão do pensamento político de extrema direita e de uma beligerância que afeta cada vez mais das relações sociais às relações internacionais. Na ousadia de se mapear um pouco o atual “universo em desencanto”, ambiente em rede por onde trafegam entes digitais desenhados por algoritmos embutidos nas mais improváveis formas de comunicação e interação.

Redes, séries e nós” possui 249 páginas e é lançado pela Editora Fi gratuitamente. Você, inclusive, pode acessá-lo aqui.

A pandemia na vida dos gamers – Websérie gamer é indicada em três categorias no Rio Webfest

Durante a pandemia de coronavírus, muitas pessoas passaram por situações difíceis. Os games tiveram papel importante para essas pessoas, a fim de mitigar a solidão, uma vez que conectados, os amigos puderam se reunir para se divertir. É justamente esse o tema da websérie “A pandemia na vida dos gamers”, produzida pelo fotógrafo especializado em games Marcos Hunger, do canal Eai, Pai Gamer.

A websérie acaba de ser indicada a três categorias do festival internacional Rio Webfest, tornando-se a única representante do tema gamer a competir no evento. Para quem não assistiu, a série reúne diversos acontecimentos na vida de dez gamers. O primeiro episódio estreou dia 18 de junho com os relatos de Bryanna Nasck, Fer Sicuro, JRG, Willi Weiss e Bernardo Dias. Já o segundo ficou online no dia 25 e traz os depoimentos de Ricardo Juarez, Beatriz Goiss, Duda Rejas, Gabriel Faria e Frank Pereira.

Os destaques ficam para a emocionante história do rapper JRG, que perdeu a mãe para a covid-19 e seu último presente recebido dela foi justamente um jogo de PS4; tem também a locução do ator/dublador Ricardo Juarez no texto introdutório da temporada; há relatos de quem voltou a jogar para desestressar no isolamento, quem começou a fazer streaming porque perdeu o emprego e várias outras histórias diferentes e emocionantes.

Websérie “A pandemia na vida dos gamers” conquista o mundo

A websérie começou a rodar o mundo sendo indicada para o festival italiano Apulia Webfest e para o Festival de Cine Latino Americano – Texas, nos EUA. No Brasil, foi indicada para o FestCine Pedra Azul, no Espírito Santo, e agora teve a surpresa de três indicações em um dos maiores festivais de websérie do mundo, o Rio Webfest.

As indicações foram para as categorias Melhor Série de Variedades, Melhor Vlogger e Melhor Roteiro Não Ficção. O anúncio dos vencedores será dia 28 de novembro. A websérie é a única representante sobre gamers. Para assistir a série, clique aqui.