Museu Republicano de Itu lança mais um jogo educativo online

Já está no ar mais um quebra-cabeça online da série de jogos educativos do Museu Republicano de Itu, baseada nas obras que compõem o acervo da instituição. Dessa vez, o público tem o desafio de juntar as peças que formam a pintura “Carga das canoas”, assinada pelo artista Oscar Pereira da Silva, de 1920.

Pintada em óleo sobre tela, a obra integra a exposição “Viagens fluviais: homens e canoas na rota das monções”, que apresenta aspectos das expedições que se realizaram entre Porto Feliz (São Paulo) e Cuiabá (Mato Grosso) pelos caminhos das águas nos séculos 18 e 19.

O projeto de criação da série é coordenado pela supervisora do Museu Republicano, Profa. Dra. Maria Aparecida de Menezes Borrego, e desenvolvido pelo educadora Ms. Aline Antunes Zanatta e o graduando em Engenharia Elétrica na Universidade de São Paulo, Vitor Luiz Bortoloti Pereira.

Com programação própria desenvolvida para o museu, que também oferece versão acessível para deficientes visuais, os jogos interativos foram criados a partir da junção da tecnologia e do conhecimento histórico. “É uma forma de despertar ainda mais o interesse do público em conhecer o nosso acervo”, diz a supervisora.

História do Museu Republicano – O Museu Republicano “Convenção de Itu” foi inaugurado pelo Presidente do Estado de São Paulo, Washington Luis Pereira de Sousa, a 18 de abril de 1923 e desde então subordinou-se administrativamente ao Museu Paulista que, em 1934, tornou-se Instituto complementar da recém-criada Universidade de São Paulo e a ela se integrou em 1963.

É uma instituição científica, cultural e educacional, especializada no campo da História e da Cultura Material da sociedade brasileira, com ênfase no período entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, tendo como núcleo central de estudos o período de configuração do regime republicano no Brasil.

Encontra-se instalado em sobrado histórico em Itu, erguido nas décadas iniciais do século XIX, e que se tornou residência da família Almeida Prado. Foi nesse local que se realizou, em 18 de abril de 1873, uma reunião de políticos e proprietários de fazendas de café para discutir as circunstâncias do país e que, posteriormente, se transformou na famosa Convenção Republicana de Itu, marco originário da campanha republicana e da fundação do Partido Republicano Paulista. Para jogar, clique aqui.

Colégio Santa Marcelina lança projeto pioneiro de gamificação para estudantes do 6º ano no RJ

Já é bem corriqueiro que instituições de ensino desenvolvam projetos de gamificação em suas variadas atividades. A bola da vez é o Colégio Santa Marcelina, instituição educacional que acaba de lançar uma iniciativa pioneira para os alunos do 6º ano da Unidade do Rio de Janeiro. Trata-se do projeto “Minecraft: Geografia e criatividade”, cuja proposta está alinhada ao conteúdo “Cartografia e novos meios de representação”, com o objetivo de enriquecer o repertório dos estudantes, além de fornecer subsídios para diferentes mecanismos de representação do espaço geográfico.

Basicamente a turma recriou, a partir do jogo, a maquete da Unidade do colégio, localizado no coração da Floresta da Tijuca. O projeto teve início em 2021 e contou com a participação de 20 estudantes do ensino fundamental. Deste montante, todos participaram integralmente da proposta, atingindo os objetivos propostos na atividade.

De acordo com a Professora de Geografia responsável pelo projeto, Luana Correia, a aplicação do conceito de gamificação em sala de aula é extremamente importante para instigar, ainda mais, a curiosidade dos estudantes, além de motivá-los no desenvolvimento do raciocínio geográfico.

“É evidente que a tecnologia possui um papel fundamental na construção do conhecimento. Durante o projeto, ficou nítido como o interesse por parte da turma aumentou após a utilização do jogo, além do nível de conhecimento com relação ao conteúdo que envolve a cartografia e os novos meios de representação do espaço geográfico. Isto mostra como existe uma influência positiva das características dos jogos no desempenho dos estudantes”, explica.

Da proposta a execução

Luana relembra que os próprios estudantes solicitaram, durante as aulas, algo mais próximo ao seu cotidiano como forma de interlocução entre o conteúdo geográfico e a gamificação. Por este motivo, os próprios alunos sugeriram o Minecraft para produzirem a maquete da escola, em virtude da familiaridade da turma com o game. Desta forma, antes da construção coletiva da maquete no jogo Minecraft, os estudantes, mediados pelos princípios pedagógico-curriculares, cumpriram as etapas que envolveram: orientação da proposta de atividade e organização dos grupos, trabalho de campo e sistematização dos dados de campo e cartográficos.

Luana ressalta que, dentre as habilidades desenvolvidas pela turma durante a atividade, destacam-se aquelas propostas pela Base Nacional Comum Curricular — BNCC e a própria matriz do colégio.

“Nossa intenção era fazer com que o estudante se associasse as diferentes formas de representações cartográficas aos meios lúdicos-tecnológicos, relacionasse as habilidades da Cartografia ao cotidiano escolar e, ainda, compreendesse as diferentes representações construídas no jogo Minecraftcom base nas noções de escala, orientação e localização”, afirma.

Por conta da pandemia do covid-19, os recursos escolhidos para execução do projeto foram ferramentas que pudessem ser usadas em casa ou no colégio, uma vez que parte da turma ainda estava na modalidade remota. Diante disso, optou pelo uso do Google Earth, plataforma utilizada para visualização do terreno do colégio por meio de imagens de satélite, e o Google Maps que auxiliou os estudantes a explorarem e localizarem o entorno do prédio.

Além disso, os estudantes utilizaram a plataforma Teams, para visualizar o roteiro de trabalho e reunir as equipes. Diante da repercussão da atividade, a professora foi convidada a participar de um curso de formação continuada de Minecraft Educacional, no qual teve a oportunidade de aprender ferramentas e possibilidades do uso do jogo em outros contextos de aprendizagem.

“Nós professores aprendemos também com os estudantes. Nessa experiência, eles puderam me ajudar tirando dúvidas e oferecendo, até mesmo, dicas de como utilizar o game. Daqui para frente, quero seguir com o uso da gamificação, mas com outros conteúdos da geografia que podemos aproveitar nesse contexto, como domínios morfoclimáticos, áreas preservadas e naturais, por exemplo”, finaliza.

Prime Gaming revela as ofertas de Fevereiro 2022

Entra mês, sai mês e o Prime Gaming continua atualizando sua lista de ofertas para os assinantes. Para o mês de fevereiro foram adicionadas muitas surpresas e jogos já bem avaliados pelo público tais como Lost Ark, e conteúdos exclusivos para o recém-lançado Rainbow Six Extraction, mais New World, Apex Legends, Battlefield 2042, Blankos, Fall Guys, FIFA 22, Lords Mobile, Roblox, Two Point Hospital e mais.

Os Jogos Grátis com o Prime de Fevereiro trazem Stellaris, Ashwalkers: A Survival Journey, As Far As The Eye, Double Kick Heroes e Golazo! Soccer League. Membros do Amazon Prime podem resgatar estas ofertas em Fevereiro por tempo limitado em gaming.amazon.com. Para mais informações sobre a seleção deste mês, e para as últimas notícias sobre o Prime Gaming, visite o blog oficial (em inglês) em primegaming.blog.

Entre os jogos gratuitos, os destaques vão para Stellaris, Ashwalkers: A Survival Journey, As Far As The Eye e mais. Além de conteúdo in-game para Destiny 2, Blankos Block Party, Splitgate entre outros.

 

Jogos Grátis com o Prime de Fevereiro 2022

O Prime Gaming está oferecendo cinco títulos gratuitos adicionais a partir de 1º de fevereiro! Desde sobrevivência com Ashwalkers: A Survival Journey, a atravessar o centro do mundo em As Far As The Eye, a seleção deste mês leva os jogadores nas maiores aventuras!

Stellaris – Explore uma galáxia cheia de maravilhas, interaja com diversas raças alienígenas, descubra novos mundos estranhos e inesperados e expanda o alcance do império através das possibilidades ilimitadas neste jogo de estratégia de ficção científica.

Ashwalkers: A Survival Journey – Embarque em uma jornada de sobrevivência através um mundo impiedoso sem regras e julgamentos enquanto gerencia um grupo, alimentos e equipamentos, enfrentando dilemas morais neste simulador de sobrevivência não linear que possui 34 finais possíveis.

As Far As The Eye – Construa uma vila móvel e viaje com sua tribo até o centro do mundo neste jogo roguelike de gerenciamento de recurso, recheado de situações procedurais, eventos naturais, árvores de habilidades e escolhas difíceis.

Double Kick Heroes – Sobreviva na estrada para o inferno estraçalhando hordas de zumbis através de 24 fases insanas.

Golazo! Soccer League – Tenha horas de diversão pura com este jogo de futebol arcade, sem faltas e sem impedimentos!