Grupo de Pesquisa CSGames abre edital para publicação de artigos em livro sobre desenvolvimento de games

Já imaginou participar de um projeto de pesquisa inovador e de quebra publicar um artigo em um livro sobre desenvolvimento de jogos. Pois bem, o grupo de pesquisa CSGames, vinculado ao mestrado e doutorado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital e ao mestrado profissional em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUC-SP, acaba de abrir chamado público de artigos para o livro digital Imaginação no jogo: criar, desenvolver e compartilhar.

Essa é a terceira publicação da coleção Segue o Jogo, já com os títulos Estética do jogo: arte, mecânica e narrativa e Educação no jogo: experiência, ensino e aprendizagem, disponíveis gratuitamente para download. O objetivo é tornar pesquisas referentes a jogos eletrônicos mais acessível a todos.

Para participar é necessário ficar atento a alguns pontos: os artigos devem possuir entre 25.000 e 35.000 caracteres com espaços, além de seguir as diretrizes para autores e o modelo de formatação  (disponíveis para download nos links clicáveis). Além disso, os artigos completos devem ser enviados para o endereço de e-mail [email protected] estritamente até 30 de setembro de 2020, às 23h59.

De acordo com a CSGames, serão avaliados trabalhos inéditos (ensaios, análises e relatos de desenvolvimento de jogos eletrônicos) escritos e assinados por autores individuais ou grupos de até quatro pesquisadores, desde que pelo menos o principal autor seja mestre ou doutor. A lista abaixo dá exemplos de temas que podem ser contemplados; outras temáticas relacionadas também podem ser abordadas:

  • Estética e ética nos jogos: expressões estéticas e influências políticas me diadas por jogos eletrônicos, bem como seus efeitos psicológicos e sociais.
  • Aspectos e efeitos cognitivos do gameplay: percepção (incluindo sineste sia, propriocepção), imersão e flow, interpretação, semiose e mente na relação entre humanos, games e instituições.
  • Psicologia: a influência do videogame no desenvolvimento infantil; a re lação entre jogos digitais e características psicológicas; interação e envol vimento com o universo do jogo; ESRB (Entertainment Software Rating Board).
  • Realismo e imaginação na construção de roteiros e narrativas para videogames: modelos de criação de personagens, ambientes e contextos.
  • Criatividade e gestão no desenvolvimento de jogos eletrônicos: aborda gens, métodos, técnicas e processos criativos utilizados na produção de videogames.
  • Games e imaginação tecnológica: a influência dos videogames no desen volvimento de novas tecnologias; o VR (Virtual Reality) como instrumen to de aprendizagem.
  • Papéis dos games na saúde e no bem-estar: plataformas lúdicas e siste mas tecnológicos em processos de tratamento, reabilitação e recuperação.
  • Imaginário e suas perspectivas nos videogames: criação, manifestação e cultivo de repertórios individuais e hábitos coletivos por meio dos games.
  • Imaginação voltada à interpretação de papéis e imersão em videogames: performance e teatralidade no desenrolar do gameplay, senso de pertenci mento, construção de interfaces e comunidades participativos.
  • Imaginação voltada ao ensino-aprendizagem nos jogos em geral: jogos e gamificação como recursos de educação formal e informal, priorizando dinâmicas a partir de metodologias ativas que incentivem a inventividade e promovam inovação.
  • Perspectivas para o desenvolvimento e consumo de videogames no Brasil e no mundo: estudos sobre o futuro da indústria e do mercado dos jogos eletrônicos.
  • Imaginário e Semiótica: Significado e Significante nos jogos digitais; Ob jeto, Representant e Interpretante, além Ícone, Índice e Símbolo nos jogos digitais.
  • Análise do imaginário: estudos de caso; diferenças e semelhanças entre mundos reais e virtuais.

De acordo com a equipe do CSGames, o livro será composto por no máximo 15 textos, subdivididos nos eixos: “criar” (discussões teórico-conceituais sobre criatividade, inovação e repertório nos games), “desenvolver” (relatos e debates sobre imaginação e inspiração na produção prática de jogos) e “compartilhar” (debates sobre impactos e fatores sociais da imaginação mediada pelos games, incluindo formação de comunidades e estilos de gameplay colaborativo).

As submissões serão analisadas pelos organizadores, responsáveis pela ordenação dos textos e por emitir pareceres no sentido de recusar, aceitar ou aceitar sugerindo modificações. O esclarecimento de dúvidas e a comunicação com os autores se dará exclusivamente pelo e-mail indicado. A previsão para publicação do livro digital é o primeiro semestre de 2021.

Spcine lança Edital de Produção de Games 2020 – Seed Money

Mais uma oportunidade imperdível para quem sonha com um contrato para a produção de seu jogo digital: a Spcine está com edital aberto para selecionar até 8 projetos no edital “Produção de Games 2020 – Seed Money”. As inscrições vão até o dia 18 de agosto e tem por objetivo apoiar financeiramente projetos de produção de games digitais, sejam para consoles, PCs ou dispositivos mobile.

De acordo com a Spcine, os oito games selecionados receberão aporte de R$ 50 mil cada um. O interessante é que os produtores podem submeter até dois jogos para avaliação, porém se ambos forem selecionados, o produtor deverá indicar apenas um deles para ser contemplado. O Edital disponibilizará até R$ 400 mil para patrocinar os jogos selecionados.

Novidades no edital Spcine

Os investimentos da Spcine em produção de jogos eletrônicos funcionam tradicionalmente como seed money para produções um pouco maiores ou o kickstart para pequenos empreendedores ou iniciantes na indústria. A novidade deste ano é que uma incubadora oferece mentoria para aprimorar os projetos contemplados, visando um caminho mais promissor para os jogos no mercado.

Para participar, a produtora, que pode ser Microempreendedor Individual (MEI), deve ser sediada no Estado de São Paulo e estabelecida no município de São Paulo há pelo menos um ano na data de inscrição no edital. Projetos liderados por mulheres (cis ou trans) e profissionais negros nas áreas de desenvolvimento, produção executiva e design ganham pontuação extra.

Mais informações do edital aqui.

Serviço – Edital Spcine Produção de Games 2020 – Seed Money

Prazo de inscrição: As inscrições para esta edição ficam abertas até o dia 18 de agosto, às 18 horas.

Onde: Edital Produção de Games 2020 – Seed Money

Enap busca designer de jogos para desenvolvimento do SIMPLES MENTE, ferramenta gamificada para entender as Ciências Comportamentais

Ótima oportunidade para quem deseja trabalhar com jogos em uma instituição que vai tornar seu currículo invejável. Graças a uma parceria entre o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), a Enap (Escola Nacional de Administração Pública) selecionará um consultor designer de jogos para fomentar a aplicação de ciências comportamentais a políticas públicas. O objetivo será auxiliar no desenvolvimento de um jogo digital baseado na ferramenta SIMPLES MENTE para uso integrado a projetos de inovação.

Essa será a primeira vez que o setor público realiza uma seleção do tipo. A ideia é identificar através do jogo os fatores que influenciam o processo de tomada de decisão e o comportamento humano de maneira geral. As Ciências Comportamentais vem crescendo no mundo todo e utilizar um jogo para realizar estudos servirá para tornar as políticas públicas mais aderentes para entender como as pessoas tomam decisões e, consequentemente, criar políticas que atendam melhor as necessidades populares.

Uma vez que há escassez de estudos sobre Ciências Comportamentais no Brasil, espera-se que seja desenvolvida uma ferramenta capaz de destacar alguns dos elementos identificados até o momento no campo das ciências comportamentais. A ferramenta SIMPLES MENTE é pensada visando a gamificação. De modo a tornar a experiência do usuário mais divertida. O consultor selecionado atuará no refinamento do protótipo da ferramenta SIMPLES MENTE com a incorporação de técnicas de gamificação aplicadas ao meio digital e integradas à abordagem de projetos de inovação da Enap.

De acordo com o edital, a contratação será de quatro meses, com início em agosto e conclusão em dezembro de 2020 e o valor total do contrato é de R$ 46 mil. Entre os requisitos para participar do processo de seleção estão: graduação em qualquer área do conhecimento e experiência mínima de desenvolvimento de dois jogos. Além disso, somam-se pontos caso a graduação seja design/desenvolvimento de jogos, experiências profissionais na área. Você pode conferir tudo no edital.

Para realizar sua candidatura é necessário preencher um formulário. Mas é necessário urgência, uma vez que o período de inscrição se encerra no próximo dia 19/07/2020. Não serão aceitas postulações enviadas por email. O candidato também deverá submeter à Comissão de Seleção, ao final do formulário, portfólio de projetos para fins de avaliação técnica classificatória, de acordo com o termo de referência. Os candidatos com melhor classificação serão chamados para entrevista.