Projeto brasileiro de pesquisa é selecionado para a bolsa Game In Lab 2020

Game In Lab

Que o Brasil é berço de algumas das mentes mais criativas e dedicadas do mundo, já sabemos. Uma constatação disso é o projeto Game In Lab, criado pelo Grupo Asmodee, que atua no Brasil através da Galápagos Jogos. O projeto foi criado em abril e dava a oportunidade para que pesquisadores de todas as áreas do conhecimento desenvolvessem pesquisas relacionadas a jogos analógicos, sendo que as bolsas podiam chegar a até R$ 95 mil. Pois bem, uma das vencedoras.

Vale destacar que a edição do edital contou com a participação de diversas nacionalidades, mas o Brasil se destacou – foi o país com o maior número de projetos inscritos. O projeto brasileiro vencedor em 2020 foi liderado pela pesquisadora Ariela Holanda, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR), que apresentou o estudo sobre “O uso de jogos de tabuleiro para desenvolver e manter laços sociais” (L’usage des jeux de Société pour développer et maintenir les liens sociaux).

De acordo com a pesquisadora, o projeto visa identificar a relação entre o uso de jogos de tabuleiro e habilidades sociais dos jogadores, tais como iniciar conversas, nível, manutenção de conversa, empatia e vida profissional. A ideia, aliás, não veio por acaso, Ariela é professora no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná (IFPR) e participa de um grupo de pesquisa voltado a essa questão.

Ariela Holanda

“Acredito que iniciativas como o Game in Lab são um grande incentivo à pesquisa e a divulgação dos jogos de tabuleiro. […] Além disso, apoiar projetos como o nosso pode proporcionar à sociedade uma alternativa de entretenimento capaz de contribuir para um convívio social cada vez mais saudável e harmônico”, diz a pesquisadora Ariela Holanda. “Muitas pessoas não conhecem a variedade de mecânicas disponíveis nos jogos modernos de tabuleiro. Acreditamos que com esse projeto as pessoas poderão conhecê-las e usufruir de todas as oportunidades de interação que elas ajudam a produzir”, conclui.

Abaixo você confere o vídeo da Ariela Holanda falando sobre seu projeto:

 

Sobre o Game in Lab

O Game in Lab foi criado pelo Grupo Asmodee em 2018, numa parceria com o Innovation Factory, um cluster francês focado em inovação. O objetivo da iniciativa é explorar os efeitos sociais e cognitivos dos jogos de tabuleiro para o ser humano. O programa está estruturado em três objetivos principais: (a) apoio financeiro a projetos de pesquisa sobre jogos de mesa; (b) criação e desenvolvimento de uma comunidade diversa, com pesquisadores e jogadores pelo mundo; e (c) compartilhamento de conhecimento científico com um público mais amplo.

Os interessados em se inscreverem na chamada de 2021 do Game in Lab devem ficar atentos às redes sociais da Galápagos (InstagramFacebook e LinkedIn) a partir da semana que vem, quando será divulgada a abertura do edital.

Autor: Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Deixe seu comentário