Prepare-se para o inferno com Mustache In Hell!

Prepare-se para enfrentar hordas demoníacas e coletar armas poderosas no novo jogo de ação “Mustache In Hell”, que será lançado para consoles na próxima semana! A editora brasileira QUByte Interactive, em parceria com a IdunaSoft, anuncia que o título estará disponível para PlayStation 4, PlayStation 5, Xbox Series X|S, Xbox One e Nintendo Switch a partir de 8 de fevereiro de 2024.

Ação frenética e humor irreverente

Em Mustache In Hell, os jogadores assumem o controle de John Mustache, um policial durão que se encontra em uma jornada inesperada. Após sonhos perturbadores, ele acorda em um reino infernal e precisa fazer um acordo peculiar com o Ceifador. Para recuperar o controle de sua vida, Mustache se compromete a eliminar uma infinidade de inimigos, incluindo demônios, golems, górgonas, aranhas gigantes e monstros marinhos.

O jogo oferece uma experiência de ação bullet hell frenética e divertida, onde os jogadores devem desviar de balas enquanto disparam contra seus inimigos. Mustache conta com um arsenal de armas poderosas, incluindo pistolas, espingardas e lança-chamas, que podem ser aprimoradas ao longo da aventura. Além disso, o título apresenta itens secretos e desbloqueáveis espalhados pelos cenários, aumentando o fator replay e a busca por desafios.

Características principais de mustache in hell:

        • Ação bullet hell frenética e desafiadora;
        • Personagem carismático com um bigode épico;
        • Arsenal de armas poderosas para personalizar;
        • Inimigos variados e chefes colossais;
        • Itens secretos e desbloqueáveis para descobrir;
        • Trilha sonora original que intensifica a ação;
        • Suporte para controles e teclado/mouse.

Mustache In Hell é a escolha perfeita para jogadores que buscam um desafio emocionante e uma experiência divertida e irreverente. Prepare-se para enfrentar o inferno e mostrar que você tem o que é preciso para sobreviver! Para mais informações, acesse o site da QUByte Interactive.

Abaixo tem o trailer de Mustache in Hell:

Review – Extremely Powerful Capybaras, game indie do gênero roguelite bullet heaven

Em 05 de dezembro desse ano (2023) a desenvolvedora brasileira Studio Bravarda, junto das distribuidoras PM Studios e Logoi Games, lançou o carismático Extremely Powerful Capybaras, que coloca o jogador para sobreviver e evoluir nesse roguelike bullet heaven que se inspirou no recente e grande sucesso de Vampire Survivors.

Jogabilidade

A premissa a princípio é bem simples. Escolher uma entre as quatro classes disponíveis, entrar nas fases, enfrentar hordas de inimigos, eventualmente matar um boss e seguir para a próxima fase. O sistema de level up é bem parecido com Vampire Survivors, ao recolher o xp deixado pelos inimigos abatidos o jogador subirá de nível, sendo a ele permitido escolher uma nova habilidade, seja passiva ou ativa, para aprimorar sua capivara, tornando-a mais poderosa. Essas habilidades podem acabar tendo uma melhoria graças ao sistema de sinergia, dependendo de sua classe e das demais habilidades escolhidas, o que acaba lembrando muito uma mecânica similar no Vampire Survivors.
Quanto às habilidades, o jogador terá 10 slots a serem preenchidos com as habilidades ganhas ao evoluir e que, como dito antes, se bem escolhidas entrarão no sistema de sinergia que irá evoluir essas habilidades e permitir bônus e vantagens ainda maiores. Testar as diferentes combinações entre as classes disponíveis pode ser um bom atrativo para um fator replay.
Na jogabilidade, o maior diferencial de carismático Extremely Powerful Capybaras é seu foco no multiplayer.
Ele pode ser jogado de maneira coop em até 4 jogadores, local ou online. Assim os jogadores enfrentarão as arenas e chefes em conjunto, mas terão que saber como escolher as habilidades da melhor forma possível, pois ao evoluir cada jogador terá que escolher um entre os quatro upgrades. Esse caos multiplayer em um gênero abarrotado de inimigos e coisas acontecendo na tela acaba tornando esse jogo diferente dos demais do gênero, que acabou se tornando bem popular e tendo cada vez mais representantes. Mas se você for um jogador solo, não há problemas, pois ele pode ser jogado dessa maneira sem problemas.

Brasilidade e visual incrível

Outro grande diferencial de carismático Extremely Powerful Capybaras é a quantidade de referências diretas a cultura brasileira, o que não se limitas às capivaras. Os inimigos, habilidades, fazem referência à fauna, flora e até memes brasileiros, como o clássico chinelo de mãe que dentro do jogo se traduziu como um bumerangue. A inclusão de elementos brasileiros nos jogos é uma forte marca do estúdio, já que em seu jogo anterior, bem como em demos e projetos em desenvolvimento, tais elementos existem de forma não apenas estética.
Por falar em estética, a escolha artística do game foi muito bem-feita, trazendo um visual fofo e divertido para os personagens, inimigos e chefes. Os efeitos visuais também interessantes e marcam bem a tonalidade do jogo. O visual geral pode acabar lembrando Cult of the Lamb em vários aspectos, talvez pela escolha de colocar animais fofos para cair na porrada. As arenas e demais áreas do jogo também são bem equilibradas, não são extremamente detalhadas, mas também não são vazias.

Nem tudo são flores (ou capivaras) e updates

Mas nem tudo é são flores em Extremely Powerful Capybaras. O jogo contém alguns bugs notáveis, como em determinados momentos as capivaras escaparem para fora das bordas das arenas, o que acontece especialmente ao jogar coop. Há também um chato problema de queda de quadros em alguns momentos, o que está mais para um problema de otimização do que qualquer coisa, pois as quedas têm ocorrido até em pcs bem potentes.
Mas se há algo de bom que pode ser dito quanto a isso, é que a desenvolvedora é bem responsiva com relação aos problemas e o contato dos jogadores. Desde o lançamento das primeiras versões demo e betas do jogo, os desenvolvedores deixaram um canal de comunicação para que bugs e outros problemas fossem relatados. Desde o lançamento do jogo, dois patchs já foram lançados e ao que parece Extremely Powerful Capybaras, será atualizado com alguma frequência e é bem possível que novas features sejam adicionadas no jogo.

Conclusão

Em suma, Extremely Powerful Capybaras é um jogo bem baratinho (abaixo dos 20 reais), divertido e carismático, e que, graças à possibilidade de poder ser jogado em até quatro jogadores, lhe garante um bom diferencial se comparado aos demais jogos do gênero. Os problemas técnicos observados não são fatais, mas podem acabar incomodando os jogadores mais puritanos e exigentes. Ainda assim, todos esses problemas serão certamente resolvidos com os patchs que vêm sendo lançados. Os problemas do jogo são E com certeza a desenvolvedora Studio Bravarda é de se ficar de olho.
Texto por Fernando Paixão