War Solution – game mistura puzzle e tower defense para melhorar suas habilidades em matemática

O ano de 2019 terá tudo para ser especial para a equipe da Yaw Studios, uma desenvolvedora indie focada em criar jogos que agreguem conhecimentos ao jogador, pois é justamente neste ano que a empresa lançará o ambicioso War Solution, um título que mistura puzzle e tower defense de maneira única. O game esteve presente na BGS 2018 e deixou uma impressão bastante positiva entre os visitantes do estande.

Basicamente você deve derrubar as torres adversárias com a utilização de uma catapulta antes que o adversário derrube a sua estrutura. Para isso, você deve acertar um desafio matemático que surge na tela. Quem responder primeiro tem a chance de disparar contra a torre adversária primeiro. O macete é que além de divertir, o game ainda auxilia no raciocínio rápido e atrair pessoas para a boa e velha matemática.

War Solution consegue êxito em divertir e ensinar muito por causa de seus visuais encantadores, o clima de competição e jogabilidade simples. Você vai resolver problemas de adição e subtração, escolhendo entre quatro opções de respostas disponíveis. Quanto mais rápido você responder, melhor, pois há a chance de ganhar itens capazes de aumentar o poder de fogo de sua catapulta. Mas se você demorar para responder, o dano causado no inimigo será pífio.

Se você se mostrar um gênio não descoberto da matemática, novas torres são desbloqueadas. De acordo com a Yaw Studios, o game conta com 5 modos de jogo, incluindo um modo de combate, que permite que você desafie seus amigos online. Até o momento, apenas dois modo estavam prontos: a campanha e o multiplayer local para dois jogadores – e foi justamente este a fazer bastante barulho na BGS, através de desafios propostos pela equipe da Yaw Studios aos visitantes do estande.

Em entrevista ao site Jogazera, Aislan, fundador da Yaw Studios disse que o game foi pensado após avaliar o nível educacional dos alunos. “Não querendo educar, mas utilizando a competição e a diversão como veículo, fazendo com que a matemática seja inserida naturalmente, sem a pessoa perceber”, disse Aislan.

War Solution ainda não tem data definida de lançamento, mas sabe-se que chegará ainda em 2019 para plataformas mobile e PCs. Há planos de trazê-lo aos consoles no futuro também. A impressão que o game deixou nos visitantes da BGS foi bastante positiva e provavelmente ele deve fazer novas participações em outros eventos de jogos nacionais. Você pode conferir mais sobre o game no site oficial.

Abaixo você confere um trailer de War Solution:

Dazz divulga balanço da participação na BGS 2018 e expectativas de crescimento para 2018 e 2019

Após participar da 11 edição da Brasil Game Show, a Dazz, proeminente fabricante de periféricos para PCs voltados ao publico gamer, traz seu balanço final da feira, realizada entre os dias 10 a 14 de outubro. O resultado foi tao promissor que, de acordo com a empresa, o evento superou todas as expectativas de visitação, contatos e negócios.

Os resultados do evento aumentaram as projeções da companhia para 2018 e 2019. As expectativa é que com o lançamento de 30 produtos para este ano, a empresa deve fechar o ano com aumento de faturamento de 50%. Para 2019, as projeções são ainda mais otimistas: crescimento de 60%.

“Tivemos uma participação realmente marcante nesta edição da BGS. Além de nosso estande ficar em um local privilegiado, ao lado de grandes players como Nintendo, PlayStation e Xbox, contamos com 18 lançamentos para o mercado de games que fizeram bastante sucesso entre os visitantes”, enfatiza Antônio Nascimento, gerente de produtos da Dazz.

Só para o primeiro trimestre de 2019, a Dazz já planeja o lançamento de 40 novos itens, o que levará a marca a um total de 160 SKUs na linha de games. Para conquistar o consumidor, a Dazz irá manter a estratégia de oferecer produtos com tecnologia e design em harmonia com as mais atuais tendências de mercado.  Algumas das grandes novidades para o ano que vem serão a chegada de nobreaks para gamers e outros lançamentos que prometem surpreender o consumidor.

O estande da Dazz na BGS contou com diversas atrações, como campeonatos de games, sorteio de brindes; atividades de palco, área kids tematizada e a presença de Youtubers famosos. Além de proporcionar ao visitante uma experiência real com os principais lançamentos da marca, o estande ainda apresentou protótipos de futuros lançamentos.

Entre seus 18 lançamentos para a BGS 2018, a Dazz trouxe teclados, mouses, headsets, controles e cadeiras gamers. Abaixo você confere a galeria de fotos do estande da Dazz na Brasil Game Show 2018 . Você pode conferir todo o catálogo da empresa no site oficial.

Galeria de fotos da Dazz na BGS 2018:

Este slideshow necessita de JavaScript.

(Fotos por Victor Candido)

 

Logitech – Entrevistamos Ujesh Desai, VP da empresa, durante a BGS 2018

A Logitech, uma das maiores empresas no ramo de periféricos e acessórios, esteve presente na BGS 2018 com suas duas marcas voltadas para o público gamer, a Logitech G e a Astro em um estande impecável. E para essa edição a empresa trouxe não somente produtos, mas também a esperada final de seu campeonato de eSport, o Logitech G Challenge.

O torneio serviu para atrair uma legião de fãs de eSports para dentro do estande da gigante da informática. Aproveitamos alguns momentos para um breve bate papo com o pessoal da Logitech e, principalmente, Ujesh Desai, VP da Logitech G, conseguimos notar que os planos da Logitech é continuar trabalhando lado a lado com o público gamer e expandir ainda mais o crescente cenário dos eSports.

Veja abaixo um pouco da conversa que tivemos com o pessoal da Logitech:

 

  1. Quais os lançamentos da Logitech para a BGS 2018?
Ujesh deasi, VP da Logitech

Trouxemos alguns de nossos produtos mais bem conceituados, tanto da Logitech G, quanto da Astro, mas trouxemos também alguns produtos novos, como mouses, teclados e headsets.

Temos também uma grande novidade! Em parceria com a EA e a marca Battlefield, desenvolvemos um set especial, teclado, mouse e headset de edição limitada Battlefield V que serão distribuídos como prêmios para os participantes da G Challenge.

 

  1. Observamos que a empresa lançou recentemente o mouse gamer G305 recentemente, como tem sido a recepção da comunidade?Nós temos uma ótima recepção de nossos produtos vindo do público latino americano e, principalmente, o Brasileiro. O público gamer está a par do trabalho da Logitech G e tem se mostrado cada vez mais interessada em nossos produtos e marcas (Falando sobre a Astro).

 

  1. Há planos de lançar o acessório exclusivo para o público brasileiro?

Pode se dizer que sim, mas tudo depende sempre da receptividade do público e de como reagem aos produtos e lançamentos da marca. A nossa ideia é sempre investir nos jogadores, por exemplo, trouxemos esse ano alguns teclados mecânicos, pois percebemos a receptividade relacionada a esse tipo de produto, pela qualidade, conforto e melhor experiência que proporciona para os jogadores.

Caso tenham alguma ideia de produto (acessórios e afins) específico, podem entrar em contato! Estamos sempre à disposição e esperamos o contato dos jogadores.

  1. Após as finais da Logitech G Challenge, vocês continuarão a promover mais torneios de eSports?Sim, a ideia é continuar espalhando a cultura do eSport, populariza-lo ainda mais. A Logitech continuará com os torneios, direta e indiretamente.

 

  1. Alguma chance de vermos a fabricante investindo em um torneio exclusivamente brasileiro nos moldes do G Challenge?

A resposta é não, não vemos a necessidade de criação de torneios ‘regionais’ exclusivos para evitar algum tipo de restrição, nosso compromisso é com a ‘universalização’ dos eSports, com torneios internacionais e que possam ser aproveitados por todos. Nosso compromisso está focado na expansão dos eSports, tanto para times grandes, como os pequenos, e também para os jogadores não competidores.

Essa expansão pode tornar os eSports e produtos da categoria mais acessíveis aos grande público, assim haverá um empoderamento do público gamer.

  1. Atualmente muitas empresas ligadas à tecnologia investem em times de eSports. A Logitech tem se mostrado parceira importante de equipes como a INTZ há muito tempo. Mas sempre nos perguntam se há qualquer plano futuro de montar um time com a marca da empresa e competir com outras equipes?

Não. A Logitech tem um perfil diferente que visa o patrocínio e parceria com os times e equipes, assim permite que os mesmos possam ter sua própria liberdade. Além disso, a empresa visa a expansão dos eSports pelo mundo, criar um time próprio poderia tirar esse o foco da ideologia que propomos. A ideia é expandir e não restringir.

Texto por Fernando Paixão