Top 7: melhores jogos do Mega Drive (Genesis)

O Mega Drive, conhecido como Genesis nos Estados Unidos, foi um console que marcou uma geração e trouxe alguns dos melhores jogos da história dos videogames. Lançado em 1988 no Japão e em 1989 na América do Norte, o Mega Drive rapidamente conquistou os corações dos gamers com seu hardware poderoso, gráficos vibrantes e uma biblioteca de jogos inesquecíveis. A Sega, sua criadora, não só competiu de igual para igual com a Nintendo, mas também estabeleceu uma legião de fãs que ainda hoje celebram suas obras-primas. Vamos embarcar em uma viagem nostálgica e explorar os sete melhores jogos desse console inesquecível, que continuam a ser reverenciados por sua inovação e diversão atemporal.

Videogame Portátil com 15 Mil jogos (64GB)https://amzn.to/4dMespD

1. Sonic the Hedgehog 2 (1992, Sega)

“Sonic the Hedgehog 2” é a sequência eletrizante do já clássico “Sonic the Hedgehog”. Lançado em 1992 pela Sega, este jogo apresentou ao mundo o carismático Tails, o parceiro de Sonic. Juntos, eles enfrentam o maligno Dr. Robotnik em uma aventura cheia de velocidade e adrenalina. Com fases vibrantes e trilhas sonoras inesquecíveis, o jogo elevou o padrão dos jogos de plataforma.

O que torna “Sonic the Hedgehog 2” um dos melhores jogos do Mega Drive é seu design impecável. As fases são criativas e desafiadoras, os gráficos coloridos e detalhados são um deleite para os olhos e a trilha sonora, composta por Masato Nakamura, é um espetáculo à parte. Este jogo não só consolidou a popularidade de Sonic, mas também estabeleceu um novo patamar para os jogos de plataforma da época.

2. Streets of Rage 2 (1992, Sega)

“Streets of Rage 2”, lançado pela Sega em 1992, é um beat ‘em up que definiu o gênero. A história segue os heróis Axel, Blaze, Max e Skate enquanto eles lutam para derrubar o sinistro sindicato do crime liderado por Mr. X. Com gráficos detalhados, jogabilidade fluida e uma trilha sonora marcante de Yuzo Koshiro, este jogo se tornou um clássico instantâneo.

O que destaca “Streets of Rage 2” é sua combinação perfeita de ação intensa e música eletrônica pulsante. Cada personagem tem habilidades únicas, permitindo diferentes estilos de jogo. Além disso, o modo cooperativo ofereceu aos jogadores a oportunidade de unir forças com amigos, tornando a experiência ainda mais envolvente e divertida.

3. Castlevania: Bloodlines (1994, Konami)

“Castlevania: Bloodlines”, lançado pela Konami em 1994, traz a icônica série para o Mega Drive com uma nova história e personagens. Jogadores podem escolher entre John Morris e Eric Lecarde, cada um com suas próprias habilidades, para enfrentar as forças das trevas e impedir a ressurreição de Dracula. A ambientação gótica e a trilha sonora atmosférica criam uma experiência verdadeiramente imersiva.

O jogo se destaca não só pela sua jogabilidade sólida, mas também pelos impressionantes gráficos e design de nível. “Bloodlines” trouxe novos elementos para a série, como a capacidade de escolher diferentes caminhos nas fases, aumentando o fator replay. É um exemplo perfeito de como a Konami conseguiu inovar dentro de uma franquia já estabelecida.

4. Shining Force II (1993, Sega)

“Shining Force II” é um dos RPGs táticos mais amados do Mega Drive. Lançado pela Sega em 1993, ele continua a história do reino de Granseal, onde o jovem herói Bowie deve reunir uma força para combater um antigo mal despertado. O jogo combina elementos de exploração, batalhas estratégicas em turnos e uma narrativa envolvente.

Os gráficos coloridos e detalhados, juntamente com a música cativante, criam um mundo rico e vibrante. A profundidade tática das batalhas e o desenvolvimento dos personagens tornam cada encontro significativo. “Shining Force II” não só cativou os fãs de RPGs, mas também definiu um padrão de qualidade para o gênero no Mega Drive.

5. Gunstar Heroes (1993, Treasure)

Lançado pela Treasure em 1993, “Gunstar Heroes” é um shooter de plataforma que rapidamente se tornou um clássico cult. O jogo segue os irmãos Gunstar, Red e Blue, em uma missão para impedir um tirano de dominar o mundo usando uma série de artefatos poderosos. Com uma jogabilidade frenética e cooperação em tempo real, é uma aventura inesquecível.

“Gunstar Heroes” é celebrado por seus gráficos vibrantes, animações fluidas e design de nível inovador. A capacidade de combinar diferentes tipos de armas para criar novos ataques adiciona uma camada extra de estratégia. O ritmo acelerado e os chefes criativos mantêm os jogadores engajados do início ao fim.

6. Phantasy Star IV: The End of the Millennium (1993, Sega)

“Phantasy Star IV: The End of the Millennium” é um RPG que conclui a épica saga de Phantasy Star. Lançado pela Sega em 1993, o jogo segue os aventureiros Chaz e Alys em uma missão para salvar o sistema solar Algol de uma ameaça antiga. Com uma narrativa rica, personagens bem desenvolvidos e gráficos impressionantes, este jogo é uma obra-prima do gênero.

A jogabilidade combina exploração e batalhas em turnos com uma interface intuitiva e visualmente atraente. A música, composta por Izuho Numata, complementa perfeitamente a atmosfera do jogo. “Phantasy Star IV” não só entregou uma conclusão satisfatória para a série, mas também elevou o nível dos RPGs no Mega Drive.

7. Altered Beast (1988, Sega)

“Altered Beast” é um dos títulos mais icônicos do Mega Drive, lançado pela Sega em 1988. O jogo coloca o jogador no papel de um guerreiro ressuscitado por Zeus, que deve resgatar a deusa Atena das garras de Neff, o senhor do submundo. A transformação do protagonista em várias criaturas poderosas é o ponto alto do jogo, oferecendo uma jogabilidade única e empolgante.

Apesar de seus gráficos simples, “Altered Beast” impressionou com seus sprites grandes e detalhados para a época. A trilha sonora e os efeitos sonoros imersivos, como o famoso “Rise from your grave”, ficaram gravados na memória dos jogadores. A inovação e a atmosfera mitológica garantem a este jogo um lugar especial na história do Mega Drive.

Videogame Portátil com 15 Mil jogos (64GB)https://amzn.to/4dMespD

Punhos de Repúdio chega ao Mac no dia 1 de fevereiro

Amanhã será um grande dia para os usuários de Mac que estão ansiosos por um jogo beat ‘em up de qualidade. Isto porque a QUByte Interactive, em parceria com a Braindead Broccoli, tem irá lançar o Punhos de Repúdio. Esta versão será lançada no Steam pelo preço de R$16,90.

Punhos de Repúdio é um clássico jogo beat’em up com animações quadro a quadro, onde os jogadores tentarão sobreviver a uma pandemia fictícia em uma cidade cheia de loucura e negação. O jogo inclui 4 personagens jogáveis com movimentos únicos desbloqueáveis, ambientes extremamente detalhados e multiplayer cooperativo local para até 4 jogadores.

O jogo segue a história fictícia de uma pandemia global que engolfou o mundo e está sendo ignorada por fanáticos que não acreditam que a doença seja real. Cabe aos personagens principais, 4 cidadãos comuns devidamente protegidos com luvas e máscaras, lidar com esses fanáticos e resolver a situação com a força de seus próprios punhos.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS de punhos de repúdio
      • Multiplayer local cooperativo para até 4 pessoas!
      • 4 personagens com desbloqueáveis e movimentos únicos!
      • Use tudo à sua disposição para destruir seus inimigos: uma grande variedade de socos, chutes, agarrões e cabeçadas!
      • Visuais feitos a mão e animadas quadro a quadro!

 

Punhos de Repúdio estará disponível no Mac via Steam por R$16,90 junto com a versão disponível para PC, que conta com uma demo gratuita. O jogo também chegará aos consoles ainda este ano.

Abaixo tem o trailer de Punhos de Repúdio:

Punhos de Repúdio é anunciado para PS4 e Mac durante financiamento coletivo

Vocês devem se lembrar do game Punhos de Repúdio, o beat ‘em up brasileiro repleto de bom humor? Pois bem, o título está em campanha de financiamento coletivo há 15 dias e já acumula grandes conquistas desde então. Com mais de 550% da meta inicial batida e mais de 700 apoiadores empolgados com a ideia, o projeto atingiu a meta de lançamento para PlayStation 4 e Mac. O estúdio BrainDead Broccoli já revelou também a próxima meta da campanha, que inclui lançamento para Xbox One e Nintendo Switch.

Com demo disponível na Steam e mais de 7 mil cópias distribuídas, o jogo conta a história de uma pandemia fictícia onde inimigos negacionistas se recusam a usar máscaras e fazer distanciamento social, causando enorme revolta nas protagonistas. A abordagem é satírica e caricata, com uma trilha sonora envolvente e animações feitas à mão.

A campanha está disponível no site oficial até dia 28/05 com valores promocionais para o jogo, além de recompensas digitais e físicas como camisa, adesivos e edição de colecionador, dentre outros.

SOBRE O JOGO

Punhos de Repúdio é um game satírico no estilo beat ‘em up 2D, com influências de arcade clássico e um visual brasileiro moderno. O enredo conta a história de uma cidade que já foi um lugar feliz e sorridente… Até que, um dia, um vírus mortal se espalhou. Esse vírus mudou a forma como as pessoas vivem suas vidas, fazendo com que todos entrassem em um estado de auto-quarentena, saindo na rua apenas para o essencial e usando máscaras como medida de segurança.

Porém… uma certa porcentagem irracionalmente  fanática da população decidiu ignorar tais medidas, colocando em risco a vida de todos. Infelizmente, a única forma de combater esses egoístas é através dos Punhos de Repúdio. O título faz uma crítica mordaz ao que se viu no Brasil durante a pandemia, em que políticos e parte da população se posicionou contra o isolamento social e as medidas de prevenção contra o coronavírus.

Abaixo você confere o trailer de Punhos de Repúdio: