QUEBEC INICIA RECRUTAMENTO RECORDE DE TALENTOS BRASILEIROS

É desenvolvedor de games e tem o sonho de trabalhar fora do país? Pois bem, através da agência de desenvolvimento econômico Quebec International, a província de Québec , no Canadá, abriu um número recorde de oportunidades de trabalho para profissionais que almejam novos horizontes na carreira.

Na iniciativa de recrutamento virtual Journées Québec Brésil, há mais de 340 vagas disponíveis nas áreas de enfermagem, TI, games e manufatura. Muitos brasileiros poderão ter a chance de viver experiências positivas como as de Franklin Lindemberg Guimarães. Ele participou de uma iniciativa de recrutamento organizada pela Québec International em busca de qualidade de vida e, após dois anos atuando como desenvolvedor de software em Quebec, foi convidado para ser gerente da área na Log MeIn.

Já Erika Bially mantinha uma privilegiada condição profissional como diretora geral para o Brasil de uma multinacional europeia do setor de manufatura, mas sentia que ainda faltava algo em sua carreira. Tudo mudou quando um programa de Quebec para atrair imigrantes qualificados desembarcou em Curitiba (PR), onde ela residia com o marido e seus três filhos. A executiva entrou de cabeça no processo e hoje é vice-presidente da CGI, uma das cinco maiores provedoras globais de serviços de TI.

 

Programa de recrutamento Journées QuEbec Brésil

Desde 2013, mais de 500 brasileiros foram contratados por empresas de Quebec. Agora, a expectativa é atrair profissionais para mais de 100 vagas na área de enfermagem, 150 na área de TI e games e 90 em manufatura. Ao todo, 25 companhias locais participam desse recrutamento, cujas inscrições estarão abertas até o dia 4 de abril. Entre os dias 25 e 29 do mesmo mês, os candidatos pré-selecionados passarão por entrevistas virtuais conduzidas pelos recrutadores das empresas participantes.

Os interessados devem seguir três requisitos básicos para participar da missão – ter diploma técnico ou universitário na área da vaga, além de experiência profissional no setor e nível de francês proporcional às exigências da vaga.

Quebec busca se posicionar como um novo eldorado para brasileiros. A província canadense oferece um ambiente reconhecido pela segurança, pela tolerância em relação à diversidade cultural e por excelentes indicadores socioeconômicos, como a menor taxa de desemprego do Canadá – 4,9%.

A estratégia da agência faz parte de uma iniciativa chancelada pelo Ministério da Imigração, Francização e Integração (MIFI) e vai ao encontro de uma diretriz do governo canadense. O país deseja suprir o problema de déficit populacional e pretende admitir mais de 1,2 milhão de moradores permanentes até 2023. “E os brasileiros são muito bem vistos pelas empresas quebequenses em função da competência e da facilidade de adaptação cultural”, comenta Elisa Rinco, diretora de mobilidade internacional da Québec International.

No que depender dos números e das oportunidades disponíveis, Quebec já pode se preparar para uma procura elevada. Nos últimos seis anos antes da pandemia, o volume de Declarações de Saída Definitiva registradas pela Receita Federal cresceu 125%. Já a consultoria Hayman-Woodward contabiliza uma média de 2,3 mil casos de expatriação por ano.

InfoJobs elenca 5 vantagens de incorporar a gamificação nos processos seletivos

Encontrar, conquistar e reter talentos são algumas das tarefas mais complexas para o setor de recursos humanos nos dias de hoje. Isto ocorre pela dificuldade em encontrar mão de obra capacitada para as vagas que os recursos humanos necessitam para ocupar os mais variados cargos. Algumas empresas já começam a apostar na gamificação para identificar talentos.

Uma das empresas que estão atentas a essa técnica é a InfoJobs, que vê a gamificação como uma ferramenta inteligente que torna os processos seletivos mais dinâmicos e interessantes – tanto para os candidatos quanto para os recrutadores.

De acordo com Adilson Souza, Sales Manager da InfoJobs, uma gamificação eficiente deve ter elementos como: desafios, objetivos, recompensas (pode ser pontos), níveis para avançar, história, motivação para continuar, diversão e competição saudável.

“Ao criar uma experiência imersiva e interativa, utilizando elementos de jogos, é possível avaliar e identificar habilidades que não seriam descritas no currículo ou comprovadas com certificados. Fora isso, o elemento lúdico ajuda a descontrair o momento que pode ser angustiante e estressante para a maioria dos profissionais”, afirma Souza.

Dentro desse contexto, o executivo separou cinco principais vantagens em incorporar gamificação nos processos seletivos.

1. Aumento do engajamento: isso porque a gamificação estimula os profissionais a cumprirem cada etapa, e internamente acontece até uma interação entre os participantes da atividade para acompanhar a evolução.

2. Maior motivação: sempre que temos um objetivo e uma recompensa a motivação torna-se maior, além disso, a mente humana gosta de superar desafios, por isso essa inovação é tão eficiente.

3. Treinamentos mais eficientes: essa prática permite que os colaboradores tenham uma experiência mais positiva e maior absorção do conteúdo, isso porque vão desenvolver novas habilidades, mas de forma mais lúdica e simples, tirando o aspecto cansativo dos treinamentos.

4. Experiência do candidato: com a gamificação é possível reduzir a tensão da avaliação dos processos seletivos e os candidatos tendem a ter um desempenho mais positivo.

5. Satisfação e marca empregadora: para candidatos e colaboradores a gamificação torna os processos mais fluidos e aumenta a interatividade com a empresa. Esses são pontos importantes para garantir a satisfação, e assim, conquistar recomendações, reter talentos e melhorar a reputação da empresa.

“A gamificação por si só não vai garantir o fim de todos os problemas de uma empresa. Porém, se bem aplicada, com uma ferramenta de qualidade e confiança, pode e deve gerar melhores resultados, como os citados acima”, acrescenta Adilson Souza.

Por conta da pandemia, inclusive, os processos seletivos de muitas empresas passaram a ser feitos internamente online, o que acabou aumentando a procura por ferramentas digitais, como o PandaPé, software de digitalização de processos seletivos do InfoJobs, que iniciou uma parceria com a Seppo, ferramenta online de gamificação, para tornar os processos ainda mais dinâmicos e interessantes.

“Além dos muitos benefícios para os candidatos, a prática também pode ser aplicada com os colaboradores, para garantir maior engajamento e produtividade. Por exemplo, o InfoJobs realizou recentemente a ‘InfoOlimpíadas’, dinâmica na qual havia atividades “olímpicas” entre os funcionários, com base em gamificação. A ideia era, além de diverti-los, reforçar a cultura com o game, falando da história, valores e produtos da empresa”, finaliza o executivo.

Ubisoft anuncia novo jogo de Star Wars e procura profissionais para o projeto

Star Wars é uma das franquias mais amadas de todos os tempos, logo é natural que os games sigam em produção já que as vendas costumam ser bem expressivas. Pois bem, a EA já não possui direitos sobre produção de jogos da franquia Star Wars, mas isso não significa que os fãs ficarão esperando muito: a Ubisoft acaba de anunciar uma parceria com a Lucasfilm Games na produção de um novo game de mundo aberto ambientado na famosa galáxia distante.

Liderado pela Massive Entertainment, o aclamado estúdio da Ubisoft com sede em Malmö, na Suécia, o projeto reúne alguns dos profissionais mais experientes e talentosos da indústria e, para entregar uma aventura repleta de inovação no universo de Star Wars, irá aproveitar ao máximo as tecnologias de ponta da Massive, como a engine Snowdrop.

“A vasta saga de Star Wars é uma incrível fonte de inspiração para nossas equipes”, disse Yves Guillemot, cofundador e CEO da Ubisoft. “Este é o início de uma colaboração de longo prazo com a Disney e a Lucasfilm Games, e temos o prazer de trabalhar conjuntamente para construir um jogo que os fãs de Star Wars irão adorar.”

“Para além da galáxia de Star Wars, trabalhamos com as melhores equipes da indústria de games com o objetivo de criar jogos AAA que expandam os limites desse universo”, disse Sean Shoptaw, vice-presidente sênior de Jogos Disney e Experiências Interativas. “Lucasfilm Games e Massive Entertainment podem criar juntos algo verdadeiramente único para nossos fãs em todo o mundo.”

O diretor de criação do jogo, Julian Gerighty, da Massive, afirma que “esta é uma história que amamos, e queremos fazer jus à saga com um jogo e um enredo que atraiam novos fãs em uma jornada envolvente e incrível que será lembrada ao longo da história.”

De acordo com comunicado, a Massive está recrutando os mais brilhantes talentos para se juntarem a este projeto. Os candidatos interessados em fazer parte da equipe podem se inscrever para vagas aqui.