Grupo de Pesquisa CSGames abre edital para publicação de artigos em livro sobre desenvolvimento de games

Já imaginou participar de um projeto de pesquisa inovador e de quebra publicar um artigo em um livro sobre desenvolvimento de jogos. Pois bem, o grupo de pesquisa CSGames, vinculado ao mestrado e doutorado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital e ao mestrado profissional em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUC-SP, acaba de abrir chamado público de artigos para o livro digital Imaginação no jogo: criar, desenvolver e compartilhar.

Essa é a terceira publicação da coleção Segue o Jogo, já com os títulos Estética do jogo: arte, mecânica e narrativa e Educação no jogo: experiência, ensino e aprendizagem, disponíveis gratuitamente para download. O objetivo é tornar pesquisas referentes a jogos eletrônicos mais acessível a todos.

Para participar é necessário ficar atento a alguns pontos: os artigos devem possuir entre 25.000 e 35.000 caracteres com espaços, além de seguir as diretrizes para autores e o modelo de formatação  (disponíveis para download nos links clicáveis). Além disso, os artigos completos devem ser enviados para o endereço de e-mail [email protected] estritamente até 30 de setembro de 2020, às 23h59.

De acordo com a CSGames, serão avaliados trabalhos inéditos (ensaios, análises e relatos de desenvolvimento de jogos eletrônicos) escritos e assinados por autores individuais ou grupos de até quatro pesquisadores, desde que pelo menos o principal autor seja mestre ou doutor. A lista abaixo dá exemplos de temas que podem ser contemplados; outras temáticas relacionadas também podem ser abordadas:

  • Estética e ética nos jogos: expressões estéticas e influências políticas me diadas por jogos eletrônicos, bem como seus efeitos psicológicos e sociais.
  • Aspectos e efeitos cognitivos do gameplay: percepção (incluindo sineste sia, propriocepção), imersão e flow, interpretação, semiose e mente na relação entre humanos, games e instituições.
  • Psicologia: a influência do videogame no desenvolvimento infantil; a re lação entre jogos digitais e características psicológicas; interação e envol vimento com o universo do jogo; ESRB (Entertainment Software Rating Board).
  • Realismo e imaginação na construção de roteiros e narrativas para videogames: modelos de criação de personagens, ambientes e contextos.
  • Criatividade e gestão no desenvolvimento de jogos eletrônicos: aborda gens, métodos, técnicas e processos criativos utilizados na produção de videogames.
  • Games e imaginação tecnológica: a influência dos videogames no desen volvimento de novas tecnologias; o VR (Virtual Reality) como instrumen to de aprendizagem.
  • Papéis dos games na saúde e no bem-estar: plataformas lúdicas e siste mas tecnológicos em processos de tratamento, reabilitação e recuperação.
  • Imaginário e suas perspectivas nos videogames: criação, manifestação e cultivo de repertórios individuais e hábitos coletivos por meio dos games.
  • Imaginação voltada à interpretação de papéis e imersão em videogames: performance e teatralidade no desenrolar do gameplay, senso de pertenci mento, construção de interfaces e comunidades participativos.
  • Imaginação voltada ao ensino-aprendizagem nos jogos em geral: jogos e gamificação como recursos de educação formal e informal, priorizando dinâmicas a partir de metodologias ativas que incentivem a inventividade e promovam inovação.
  • Perspectivas para o desenvolvimento e consumo de videogames no Brasil e no mundo: estudos sobre o futuro da indústria e do mercado dos jogos eletrônicos.
  • Imaginário e Semiótica: Significado e Significante nos jogos digitais; Ob jeto, Representant e Interpretante, além Ícone, Índice e Símbolo nos jogos digitais.
  • Análise do imaginário: estudos de caso; diferenças e semelhanças entre mundos reais e virtuais.

De acordo com a equipe do CSGames, o livro será composto por no máximo 15 textos, subdivididos nos eixos: “criar” (discussões teórico-conceituais sobre criatividade, inovação e repertório nos games), “desenvolver” (relatos e debates sobre imaginação e inspiração na produção prática de jogos) e “compartilhar” (debates sobre impactos e fatores sociais da imaginação mediada pelos games, incluindo formação de comunidades e estilos de gameplay colaborativo).

As submissões serão analisadas pelos organizadores, responsáveis pela ordenação dos textos e por emitir pareceres no sentido de recusar, aceitar ou aceitar sugerindo modificações. O esclarecimento de dúvidas e a comunicação com os autores se dará exclusivamente pelo e-mail indicado. A previsão para publicação do livro digital é o primeiro semestre de 2021.

PUC-SP abre curso de extensão em Gamificação Open Mind

Pessoas antenadas no mundo dos negócios e gestão de pessoas já se deram conta que a gamificação é uma tendência para o futuro. A coisa é tão séria que até as grandes instituições de ensino começam a investir na capacitação de pessoas para utilizar a técnica de maneira efetiva. A PUC-SP acaba de abrir o curso de extensão Gamification Open Mind no campus Vila Mariana. O objetivo é contribuir para a formação de profissionais que desejam atuar com estratégias baseadas em gamificação.

De acordo com a PUC-SP, as aulas abordarão os aspectos teóricos e práticos de gamificação, bem como estratégias contemporâneas para concepção, desenvolvimento e avaliação de projetos que envolvam o processo de gamificação em diferentes contextos. O coordenador do curso é o Prof. David de Oliveira Lemes, nosso editor-chefe.

O curso conta com referências sólidas, tais como pesquisas, documentos e casos recentes da área de Gamificação, além de estudos propostos no Programa de Estudos Pós-Graduados em Tecnologia da Inteligência e Design Digital (TIDD/PUC-SP), de natureza interdisciplinar e composto por pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento.

As aulas serão ministradas pelo Prof. Guilherme H. Quintana, Meste em Tecnologias da Inteligência e Design Digital. O docente é expert em gamificação e já produziu ao longo da carreira mais de 12 jogos e projetos de gamificação nas empresas Gestum (2011 à 2015) e eguru (2015 – atualmente), construindo soluções lúdicas para temas variados. Espera-se, ao final do período da extensão, que o aluno matriculado apresente para sala e professor um projeto de gamificação completo, aplicando o que viu em aula. Desta forma, será possível evoluir o conceito através dos feedbacks compartilhados e levar este trabalho para sua área de atuação.

O curso de extensão de gamificação é especialmente indicado para professores, pesquisadores, universitários e profissionais interessados em concepção, desenvolvimento, gestão e avaliação de projetos de gamificação. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas na página da PUC-SP. Ao todo o curso terá 30 horas e serão ministradas no horário das 19h às 22h. De acordo com a instituição de ensino, as aulas iniciam no dia 03/04/2019 e devem terminar no dia 25/06/2019.

PUC-SP: inscrições abertas para Mestrado Profissional em Jogos Digitais

Se você já tem uma graduação em desenvolvimento de jogos e quer melhorar suas habilidades, fique atento: estão abertas as inscrições para o Mestrado Profissional em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUC-SP. As inscrições vão até o dia a próxima sexta-feira (27/10). O curso do Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (TIDD) da PUC-SP procura unir teoria e prática ao desenvolvimento de games, associado aos campos de design e computação.

O programa oferece as seguintes disciplinas: Análise e Modelagem de Jogos Digitais; Implementação de Jogos Digitais; Processos de Desenvolvimento de Jogos Digitais; Arquitetura de Jogos Digitais; Design de Interação; Ergonomia e Usabilidade; Roteiro Audiovisual e Narrativas no Design Interativo de Games.

O Mestrado Profissional em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUC-SP tem como área de concentração Engenharia e Design de Jogos Digitais, dividida em duas linhas de pesquisa: Software de Jogos Digitais e Design de Conteúdo para Jogos Digitais. De acordo com os responsáveis pelo curso, o programa de pós-graduação possui o apoio de empresas do ramo, entre elas a Microsoft, Unity 3D, Autodesk, Maxon, Blender e Unreal, além de uma rede de intercâmbio que inclui a Universidad de Salamanca, Universidad Politecnica de Madrid e a University of Malta – Institute of Digital Games.

O curso ainda conta com parcerias com instituições que tem os games como campo de pesquisa e desenvolvimento, entre elas Abragames, IGDA-SP, QUByte Game Studio e Messier Games Animations. O Mestrado Profissional em Desenvolvimento de Jogos Digitais da PUC-SP começou em 2001 pela Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUC-SP, com a criação do curso de graduação interdisciplinar em Tecnologia e Mídias Digitais. A evolução deste curso é o novo Bacharelado em Design da PUC-SP.

Visando a necessidade de integrar a graduação com a produção e pesquisa no nível de pós-graduação, a Universidade também criou o primeiro Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital (Mestrado e Doutorado) do país, voltado prioritariamente para as interfaces ser humano – computador, sob os aspectos da cognição, educação, design digital e desenvolvimento de software.

A partir desses dois cursos, a PUC-SP elaborou ainda cursos de especialização e extensão na área, tais como Estéticas Tecnológicas, Desenvolvimento de Jogos em Unity 3D, Modelagem 3D: modelagem e criação de personagens, entre outros. Veja aqui.

PUC-SP: processo seletivo 2018

A PUC-SP está com inscrições abertas, até 27/10, para o processo seletivo dos cursos de pós-graduação stricto sensu, com início no primeiro semestre de 2018. Há vagas em 23 cursos de mestrado acadêmico, 3 cursos de mestrado profissional e 17 cursos de doutorado.

O edital com as informações da seleção para cada curso está disponível no site (onde é feita a própria inscrição). Ex-alunos que concluíram graduação, especialização ou mestrado na PUC-SP têm isenção da taxa de inscrição.