Secretaria da Cultura lança editais para fomentar a difusão cultural em São Paulo

A Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo, em parceria com a Associação Paulista dos Amigos da Arte, lançou quatro editais para programas de difusão cultural com o objetivo de fomentar, valorizar e difundir as atividades e ações artístico-culturais desenvolvidas pelos municípios paulistas. As inscrições ficam abertas até o dia 30 de setembro de 2024.

No programa Difusão CultSP, que atendeu 534 municípios em 2023, serão priorizados os 111 municípios não atendidos no último ano, para que a Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas leve cultura para todos os 645 municípios do estado de São Paulo.

“Os programas de difusão têm como principal objetivo valorizar a cultura produzida em nosso estado, tendo como orientação a vocação de cada município. Além disso, eles promovem o intercâmbio cultural, contribuindo para a formação de público, e a movimentação de toda uma cadeia envolvida na economia criativa”, pontua Gláucio Franca, diretor geral da Associação Paulista dos Amigos da Arte.

Este investimento da Secretaria se soma ao aporte de recursos em outros programas e equipamentos administrados pela instituição, totalizando mais de R$45 milhões, o que representa um aumento de mais de 30% em relação aos investimentos feitos no ano passado. O valor será destinado às mais variadas linguagens culturais, como música, teatro, dança e circo, incluindo também moda e games.

Os programas abrangidos pelos editais são:

      • Difusão Cult SP (novo nome do ATM – Atendimento Técnico aos Municípios): atenderá 465 municípios com um investimento de R$ 9,3 milhões (R$ 20 mil por município). Abrange todas as linguagens culturais, incluindo moda e games, de acordo com a preferência do município.
      • Circuito Cult SP: atenderá 70 municípios com um investimento de R$ 5,4 milhões (R$ 60 mil por município). Atua na difusão cultural descentralizada pelo estado de São Paulo, por meio da realização de atividades artístico-culturais com profissionais de comprovada relevância no cenário cultural.
      • Apoio a Festivais: atenderá 32 festivais com um investimento de R$ 3,2 milhões (R$ 100 mil por festival). Preferencialmente atendendo dois municípios por região administrativa.
      • + Orgulho: atenderá 35 instituições (no ano passado foram 30) com um investimento de R$ 1,150 milhão (R$ 30 mil por instituição). Concede apoio a paradas do orgulho, festivais culturais e semanas da diversidade sexual, incentivando a produção cultural da população LGBTQIA+, a promoção dos direitos humanos e o fomento a uma cultura de paz.

Novidades para 2024

A Secretaria da Cultura também adianta algumas novidades a respeito de outros programas que serão realizados ao longo do ano de 2024 por meio de sua parceria com a Associação Paulista dos Amigos da Arte.

      • Revelando SP: terá cinco edições em 2024, com investimento de R$ 15 milhões. O festival, maior programa de valorização da cultura tradicional paulista, deve ter sua primeira edição em maio, em Barretos.
      • FÉstival: terá três edições, com investimento total de R$ 3,5 milhões. A primeira edição do festival, que abrange diversas linguagens, como música, teatro e dança, deve acontecer em abril em Santa Bárbara D’Oeste.
      • Circuito CultSP Play: disponibiliza conteúdo audiovisual gratuito, diverso e de qualidade, de produções musicais, teatrais, séries, documentários e filmes, para reprodução em cineclubes, escolas, TVs institucionais e comunitárias, organizações não governamentais e demais janelas de exibição que potencializem o acesso à cultura. O investimento no programa para 2024 é de R$ 1,188 milhões.

Informações e inscrições:

Os editais completos e as informações sobre como se inscrever nos programas estão disponíveis no site da Secretaria da Cultura, Economia e Indústria Criativas do Estado de São Paulo: https://www.cultura.sp.gov.br/.

 

Tennis Clash e Australian Open renovam parceria para 2024

A Wildlife Studios, empresa brasileira de jogos mobile, renovou sua parceria com o Tennis Australia para celebrar o Australian Open 2024. O acordo trará conteúdo de marca e novas mecânicas de jogo ao game Tennis Clash, incluindo tokens da parceria e um novo sistema de progressão chamado “Trophy Road”. A colaboração entre as duas empresas ocorre pelo segundo ano consecutivo. Em 2023, o evento registrou mais de 1,6 milhão de partidas no jogo e reuniu 3 milhões de jogadores.

Para 2024, Tennis Clash traz uma réplica especial da quadra principal do Australian Open, a Rod Laver Arena, novas skins e bolsas temáticas, além do retorno da Australian Open String. Além disso, será possível aproveitar duas novas mecânicas de jogo:

Tokens de Parcerias: Os tokens são uma nova moeda que os jogadores podem ganhar ao participar de diferentes modos de jogo no Tennis Clash. Eles podem ser usados na loja do app para desbloquear itens de marca exclusivos, sejam de colaborações atuais ou anteriores.

Grand Tour Especiais: O sistema de progressão do Tennis Clash passa a contar com uma 10º Tour a partir deste mês, intitulado “Grand Tour”. Com duração aproximada de um mês em cada temporada, o estágio irá alternar entre vários temas, incluindo etapas relacionadas às parcerias fechadas pelo jogo mobile. Assim, será possível competir em arenas personalizadas e ganhar itens exclusivos. Os jogadores têm acesso ao Grand Tour assim que conquistam todos os nove Tours anteriores.

“A colaboração no Australian Open é a melhor maneira de começarmos em 2024”, ressalta Felipe Mendes, General Manager do Tennis Clash. “O Tennis Clash está sempre comprometido em criar experiências imersivas no jogo, se unindo a cada uma das organizações de Grand Slam do mundo real. A ação deste ano com o Tennis Australia é ainda mais emocionante com os novos tokens AO e Grand Tour, que visam proporcionar a emoção do tênis profissional no Tennis Clash”, explica.

A parceria entre Tennis Clash e Australian Open é uma ótima oportunidade para ambas as empresas. Para o game mobile, a colaboração é uma forma de promover o jogo e atrair novos jogadores, especialmente fãs de tênis. Para o Australian Open, a parceria é uma forma de alcançar um público mais amplo e promover o torneio.

Os novos conteúdos e mecânicas de jogo devem agradar aos jogadores de Tennis Clash. A réplica da Rod Laver Arena, as novas skins e bolsas temáticas e o retorno da Australian Open String são itens que os fãs de tênis irão apreciar. Os tokens de parcerias e o Grand Tour Especial são novas mecânicas que devem tornar o jogo mais divertido e recompensador. Para mais informações, acesse o site da Wild Life.

Mercado gamer brasileiro deve crescer ainda mais em 2024

O novo ano está batendo à porta e o mercado gamer fervilha com as inúmeras possibilidades de renovação. Assim como a tecnologia, o mundo dos games se reinventa para continuar atraindo o olhar de um público cada vez mais exigente. Segundo a consultoria Newzoo (2023), o Brasil é o quarto maior mercado de jogos do mundo, com mais de 100 milhões de jogadores que gastaram US$2,7 bilhões somente no ano de 2022. A perspectiva é que os jogadores brasileiros gastem cerca de US$3,5 bilhões até 2025, pelo menos uma taxa média de crescimento acumulada de 10% ao ano desde 2020.

O mercado gamer brasileiro deve continuar a crescer em 2024, com destaque para os jogos para celular, jogos educativos, jogos sociais, jogos multijogadores em linha e expansão dos negócios.

O Brasil é o quarto maior mercado de jogos do mundo, com mais de 100 milhões de jogadores. Com a perspectiva de maior movimentação no setor de games para 2024, muitas empresas já começam a se movimentar a fim de conquistar uma boa parcela do público.

Os jogos para celular são a principal tendência do mercado gamer brasileiro, com cerca de 51,7% dos jogadores preferindo os smartphones. A popularidade dos jogos para celular é impulsionada pela acessibilidade, pela facilidade de uso e pela variedade de opções disponíveis.

Os jogos educativos também têm um grande potencial no Brasil, pois podem ajudar no desenvolvimento de habilidades cognitivas e motoras. Os jogos educativos podem ser utilizados em escolas, em casa ou até mesmo em ambientes de treinamento profissional.

Os jogos sociais estão se tornando cada vez mais populares, especialmente entre a Geração Z e os Millennials. Esses jogos permitem que os jogadores socializem e façam amigos virtuais.

Os jogos multijogadores em linha também estão crescendo, pois permitem que os jogadores interajam com pessoas de todo o mundo. Esses jogos são uma ótima opção para quem quer competir ou simplesmente se divertir com amigos. As empresas de jogos estão investindo cada vez mais no mercado brasileiro. Isso deve levar a novos lançamentos e parcerias estratégicas.

Conclusão:

O mercado gamer brasileiro é um setor em forte expansão e deve continuar a crescer nos próximos anos. As tendências identificadas para 2024 mostram que o setor está se tornando cada vez mais diversificado e acessível.