Pandemia desperta interesse dos jovens em se aprimorar nos jogos eletrônicos

A pandemia do covid-19 teve impacto nos hábitos dos jogadores de videogame mundo afora. De acordo com o Relatório Global de Mercado de E-sports feito pela NewZoo, principal empresa de análise deste segmento, vídeos de jogos eletrônicos já são mais consumidos que Spotify, Netflix, Amazon Prime, HBO e Disney Plus juntos. Com a chegada da pandemia e a necessidade do isolamento social, foi acrescentado a este cenário o componente tempo das pessoas em casa, que provocou um crescimento exponencial na busca por informações e aprendizado a respeito do tema.

No Brasil, uma das empresas que mais rapidamente captaram este fenômeno foi a Prota Games, produtora de conteúdo que alcança média superior a 2 milhões de visualizações semanais, somente no YouTube. A empresa produz materiais informativos, didáticos e de entretenimento para a plataforma, além de cursos pagos, sobre os jogos League of Legends, Free Fire, Fortnite, Valorant, Call of Duty e Wild Rift. O CEO da startup, Santiago Blanco, afirma que a avalanche de demanda foi detectada logo no primeiro mês de isolamento e, desde então, os canais da empresa têm mantido um crescimento médio de 110% de audiência ao mês.

“Chegamos à posição de segundo canal de e-sports mais visto no YouTube, apenas com trabalho orgânico. O próximo passo é justamente expor nossa marca ao mercado como oportunidade de investimento diferenciada e especializada para grandes marcas que querem investir neste universo”, explica.

Um dos grandes diferenciais da empresa é a oferta de conteúdos produzidos e ministrados por jogadores profissionais já consolidados no universo dos e-sports, o que atrai desde players ocasionais que desejam melhorar sua performance nos games até aqueles que sonham em se tornarem atletas de alto nível. Em todo o país, cerca de 95 milhões de pessoas se consideram gamers, conforme apurou a BBL, empresa especializada em soluções de entretenimento, que atua nos e-sports. Dessas, a Pesquisa Game Brasil 2021 mostrou que 74,6% consomem conteúdo do segmento no Youtube, totalizando um público de 72 milhões de pessoas.

 

Equipamentos de alta qualidade

Muitos jogadores atribuem a melhora em aspectos importantes dos games aos equipamentos utilizados. Um fone de alta qualidade auxilia melhor na identificação de um oponente, enquanto um mouse produzido especificamente para jogos pode tornar um movimento mais ágil. Porém, como atualmente os melhores produtos deste segmento são produzidos no exterior, o custo fica ainda maior devido às importações.

Um levantamento feito pela empresa com cerca de 16 mil pessoas determinou quais equipamentos os gamers brasileiros desejam melhorar entre os que já possuem. 53% afirmaram que desejam adquirir cadeiras gamers, que são desenvolvidas para proporcionar maior conforto durante as partidas e podem custar de R﹩ 400,00 a mais de R﹩ 5 mil. Outros 19% consideram os headsets (fones com microfone) mais urgentes, enquanto teclados (15%) e mouses (13%) foram os itens menos desejados.

Mercado de games para mobile crescem durante a pandemia

Durante a pandemia os hábitos das pessoas tiveram seus hábitos de lazer modificados. E quem se deu bem com isso foram os produtores de jogos digitais. Pelo menos é isso que uma pesquisa realizada recentemente pela Justmob & Unity mostra. A pesquisa revela que os jogos mobile impulsionaram o setor neste período tão conturbado.

Segundo o levantamento, 38% dos entrevistados jogam 5 vezes ou mais por dia em seus aparelhos celulares. O dado revela que os aparelhos celulares são a principal forma de acesso a jogos durante a pandemia e que os jogadores têm passado mais tempo na telinha.

Outra pesquisa que mostra o crescimento do consumo de games, principalmente no mobile, foi realizada pela operadora de telefonia norte-americana Verizon, que destaca o aumento de 75% no uso de internet para jogos eletrônicos.

Podemos notar que o avanços das tecnologias para smartphones fez com que eles se tornassem o novo console dos games. Para comentar mais sobre esse momento de crescimento do mercado de games, Gabriel Duarte, diretor de novos negócios da Fina l Level, maior plataforma de entretenimento gamer do Brasil fez um vídeo destacando o potencial dos jogos digitais em plataformas móbile.

SBGames 2020 – evento completamente online começa em 06 de novembro

Na próxima sexta-feira no próximo (06/11) os aficionados por games terão um encontro marcado com vários profissionais da indústria através do SBGames 2020, o principal Fórum de Ensino de Jogos Digitais do Brasil. Esta será a quinta edição do evento e o destaque será a presença de professores e profissionais de vários estados brasileiros discutindo temas relevantes para a formação de profissionais para o setor.

Serão cinco mesas-redondas que visam debater diferentes aspectos da produção de jogos eletrônicos. Todas elas com a participação de profissionais extremamente gabaritados da indústria. Você pode conferir as cinco temáticas das mesas-redondas abaixo:

        • Desenvolvimento de competências socioemocionais nos cursos
        • Incentivo e desenvolvimento da pesquisa científica na graduação
        • Iniciativas e sugestões para o acompanhamento de egressos dos cursos
        • Expectativas e realidades no recrutamento e seleção de alunos e egressos dos cursos de graduação
        • A experiência docente frente à pandemia e suas consequências para o meio acadêmico
Alguns dos participantes do SBGames 2020

As mesas redondas acontecem no dia 06, mas as demais atividades ocorrerão entre os dias 07 a 10 de novembro, completamente online. Nesta edição, há 30 jogos finalistas nas diversas categorias do festival, além dos 11 jogos que disputam como o melhor boardgame. Os jogos com maior presença nas categorias do Festival foram Deathbound e Super Mombo Quest com 5 indicações, seguidos de Tin & Kuna, Holocrimes e Fobia, todos com 4 indicações. Os jogos finalistas estarão no Festival Virtual do SBGames a partir de 7 de novembro e os vencedores serão divulgados no dia 10 de novembro.

O Fórum de Ensino de Jogos Digitais é uma iniciativa conjunta da Comissão Especial de Jogos e Entretenimento Digital (CE-Jogos) da SBC, Abragames e IGDA-SP para discutir a formação de profissionais para a área de desenvolvimento de jogos digitais no Brasil. De acordo com os organizadores, este é um espaço aberto a docentes, pesquisadores, alunos, profissionais e demais interessados no tema que começa no SBGames e continua em um espaço virtual criado especialmente para fomentar as discussões.

A participação de todos os interessados no tema é muito bem-vinda e gratuita. Você pode realizar as inscrições aqui.