Panorama Brasil by Banco do Brasil apresenta uma seleção de jogos nacionais para os aficionados por games

O BIG Festival pode ter chegado ao fim, mas os entusiastas que não tiveram a oportunidade de visitar o maior festival de games da América Latina ainda podem experimentar os jogos que não chegaram à final do BIG Awards, a cerimônia de premiação do evento. Introduzindo o “Panorama Brasil by Banco do Brasil,” uma área especial no BIG Festival que apresenta uma coleção de 40 jogos desenvolvidos por talentosas empresas brasileiras. Essa mostra não-competitiva oferece uma chance única de explorar uma diversidade de criações da indústria de jogos nacional.

Disponíveis para experimentação online até fevereiro do próximo ano, esses jogos podem ser acessados a partir de qualquer dispositivo. O Panorama Brasil by Banco do Brasil engloba títulos de todas as categorias, abrangendo consoles, dispositivos móveis e com uma variedade de classificações indicativas. Além disso, a seleção apresenta opções tanto de jogos pagos quanto gratuitos, agradando a todos os tipos de jogadores.

O ponto culminante do BIG Festival foi a realização do BIG Awards, que ocorreu no dia 30 de junho. Foram selecionados 110 jogos para competir nas diversas categorias do prêmio. Dentre esses, 20 foram consagrados como vencedores, destacando-se por suas inovações e criatividade. Ao longo do evento, desenvolvedores talentosos estiveram presentes para compartilhar detalhes sobre suas criações e interagir com o público entusiasta.

Além da oportunidade de experimentar os jogos do Panorama Brasil by Banco do Brasil, os fãs de games podem desfrutar de uma série de outras atividades através do site do BIG Festival. Isso inclui acesso às palestras que aconteceram durante o evento, a visita aos estandes virtuais das empresas participantes e a possibilidade de agendar reuniões de negócios com representantes da indústria.

Essa é uma chance única para os jogadores brasileiros mergulharem no cenário dos jogos nacionais, descobrindo talentos promissores e se envolvendo com a criatividade e inovação que a indústria nacional de jogos tem a oferecer. O Panorama Brasil by Banco do Brasil é uma porta de entrada para o mundo fascinante e empolgante dos jogos brasileiros. Para mais informações, acesse o site oficial.

“Desafio FazGame” está com inscrições abertas até o dia 20/05

Estimular a diversidade nas escolas e promover o debate sobre equidade de gênero, anti-racismo e combate à discriminação é a proposta do Desafio FazGame, uma competição online e gratuita voltada para professores do Ensino Fundamental II. O tema deste ano é DIVERSIDADE & INCLUSÃO e as inscrições já estão abertas. Os vencedores ganharão smartphones.

O desafio é voltado para docentes que buscam inovar em sala de aula e utilizar games como estratégia de engajamento para incentivar a leitura e a produção textual em seus estudantes. As inscrições estão abertas até o dia 20 de maio e o cronograma do desafio prevê a realização de duas lives, uma de abertura em 22 de maio e outra de premiação em 07 de julho.

Professores da rede pública ou privada podem inscrever até cinco alunos do Fundamental II e orientá-los a criar games narrativos que abordem a temática da diversidade. Durante o período de criação do game, os professores podem agendar mentorias para tirar dúvidas e ainda recebem materiais de suporte.

Os dois melhores games criados pelos alunos e professores serão premiados com um smartphone cada. O desafio é uma excelente oportunidade para professores que buscam trabalhar o tema da diversidade em suas escolas, conscientizando os alunos e promovendo o debate. Além disso, a competição incentiva a proficiência em leitura e escrita, enfrentando um desafio atual no Brasil.

Para mais informações e para realizar a inscrição, acesse o site oficial: https://conteudo.fazgame.com.br/desafio-fazgame-2023

Desafio FazGame Eletrobras60 divulga os vencedores da competição

Na última semana ocorreu um evento online para divulgar os vencedores do Desafio FazGame Eletrobras60, competição on-line e gratuita em que alunos do 1º e 2º anos do ensino médio e seus professores foram desafiados a criar games narrativos sobre geração e transmissão de energia limpa e renovável, temas que marcam o compromisso da Eletrobras com a sustentabilidade e a inovação.

A iniciativa foi lançada em março deste ano como uma das celebrações dos 60 anos da Eletrobras. No encontro, foram anunciados ao vivo os dez finalistas e as duas duplas vencedoras. A dupla ganhadora do 1º ano, que fez o game Vento Áureo, foi Mariana Rodrigues de Almeida (professora) e Vinícius Cardoso (aluno), do Centro Educacional Sesi de Caçapava, São Paulo.

A dupla do 2º ano que chegou em primeiro lugar, com o game Um futuro eletrizante, foi Ricardo de Magalhães Simões (professor) e Renata Machado (aluna), do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Campus Cachoeiro, em Cachoeiro de Itapemirim, Espírito Santo. Os vencedores foram premiados com um tablet (para o professor) e um computador (para o aluno).

“Sabemos que a construção de um futuro sustentável é uma jornada, e precisamos contar com a participação de todos. Para a Eletrobras, é uma alegria promover a reflexão sobre eficiência energética e energia limpa e renovável para estudantes que representam o futuro do nosso país. A empresa acaba de celebrar seus 60 anos de história e agora celebra os autores dos mais de 100 games resultantes desta iniciativa, que nos enche de orgulho”, afirmou Rodrigo Limp, presidente da Eletrobras.

De acordo com a organização, foram submetidos 117 games, vindos de todas as regiões do Brasil. Dos 10 finalistas, sete games são de escolas públicas e três de escolas privadas, mostrando que o ensino público tem bastante força no ramo de desenvolvimento de games. A live de premiação teve a participação de alunos e professores de todo o país, que durante dois meses exercitaram a leitura e a escrita por meio da criação de games, refletindo sobre geração e transmissão de energia limpa e renovável.

“Mais de 400 duplas de professores e alunos se inscreveram e 117 duplas concluíram a jornada e submeteram seus games para o desafio. Nossos jurados se surpreenderam com as narrativas criadas, a complexidade da lógica dos games e a criatividade dos alunos, que receberam todo o apoio dos seus professores e da equipe FazGame”, declarou Carla Zeltzer, sócia-fundadora da FazGame, entidade organizadora do desafio.

Para mais informações, basta acessar o site da FazGame.