President Evil – RPG desenvolvido por brasileira é ambientado na pandemia do coronavírus

President Evil

O Coronavírus é a pauta do momento e ainda será o assunto mais importante por muitas semanas ao passo que ele paralisou quase todas as atividades sociais mundo afora. É justamente esse o tema central do RPG de mesa President Evil, desenvolvido pela desenvolvedora Paola Giometti. Além da pandemia, outra motivação para a criação do jogo foram as falas do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro. Aqui você deve sobreviver ao vírus ao passo que encontra com figuras “ilustres” como o “Nadador de esgoto” e o “Atleta na juventude”.

Para jogar President Evil você precisa de poucos materias: lápis e borracha, folha de papel e alguns dados que você possa ter em casa. A criatividade é o que dita as regras do jogo, tal como é de praxe no jogos de RPG. A ideia é levar para o centro da sala de estar um jogo divertido, atual e bastante crítico ao atual mandatário do país.

“As informações contidas no jogo foram inspiradas nas frases do presidente do Brasil durante a pandemia de corona vírus e não expressam a minha opinião”, diz Paola. “Os climas tensos que as redes socias têm criado me deu um bom estímulo para criar um sistema de RPG que pudesse oferecer classes de personagens bizarras para você jogar”, continua a escritora.

Os personagens são o grande destaque no jogo, sendo que cada um tem suas próprias habilidades. Um Nadador de Esgoto, por exemplo, possui + 6 de pontos de imunidade e a Habilidade Adicional de Natação. Já o Atleta na Juventude, é capaz de fazer espacate e saltar grandes distâncias. São essas habilidades que serão utilizadas para desviar do coronavírus.

Sim, o objetivo do jogo é manter a imunidade e se safar da contaminação que virá uma hora ou outra. Caso seu personagem esteja com a imunidade baixa, você sofrerá graves consequências como “É só um resfriadinho”, até que seu personagem não tenha mais condições de continuar e precise ser entubado ou ele morre.

De acordo com Paola, encontrar medicamentos, vacinas ou comida será tarefa árdua, mas necessária para progredir a jogatina em President Evil. A comida é essencial para os personagens recuperarem imunidade ao longo do tempo e não deve ser subestimada, mesmo que fique mais difícil encontrá-la com o comércio e recursos escassos.

O game é recomendado para jogar de 2 a 6 participantes com idades à partir de 14 anos, já que a história pode conter violência, mas você pode adaptar o jogo para que seja algo mais brando e jogar com seu irmão de 11 anos. A intenção é reunir a família nesta pandemia e se divertir com o bom e velho jogo analógico. O jogo pode ser baixado aqui.

Sobre a autora

Para quem não conhece, Paola é brasileira, mas reside em Tromsø, na Noruega, onde é reconhecida por suas obras, inclusive na rede de ensino. Formada em biologia e PhD em Ciências, teve sua carreira artística bem cedo, aos 11 anos, quando foi considerada a escritora mais jovem do Brasil com a publicação do livro Noite ao Amanhecer. Escreveu a série Fábulas da Terra composta pelos livros O Destino do Lobo, O Código das Águias e O Chamado dos Bisões.

Autor: Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Deixe seu comentário