Influencer gamer Bruno PlayHard é destaque em evento da OAB SP que debate games e eSports

Com a crescente influência da Era Digital e suas inovações, os jogos eletrônicos, uma vez considerados meras formas de diversão e lazer, têm se transformado em oportunidades de sucesso e mesmo em casos bilionários de empreendedorismo. O mundo dos jogos eletrônicos, que engloba o ecossistema gamer e de Esports, tem visto um crescimento exponencial, proporcionando novas carreiras e estabelecendo recordes de receita.

De acordo com projeções da consultoria PwC, a indústria global de jogos atingiu a marca de US$ 196,8 bilhões em receitas somente em 2022, com o Brasil liderando entre os países da América Latina, contribuindo com R$ 12 bilhões desse montante. Espera-se que o valor global atinja a impressionante marca de US$ 321 bilhões até 2026.

Reconhecendo a importância crescente desse setor, a OAB SP (Ordem dos Advogados do Brasil Seção São Paulo), por meio de sua Comissão Especial de Mídia, Entretenimento e Cultura, está organizando um evento presencial intitulado “Games e Esports com Bruno PlayHard: Conteúdo, Competição e Negócios.” O evento ocorrerá no próximo dia 11 de novembro, das 10h30 às 13h00, na sede da Secional, localizada na rua Maria de Paula, 35.

O anfitrião do evento será Bruno “PlayHard” Bittencourt, um empresário influente no mundo dos jogos eletrônicos, cuja jornada de sucesso começou na adolescência. Atualmente, ele é conhecido como pioneiro nos jogos mobile no Brasil e fundador da plataforma LOUD de jogos eletrônicos. Além disso, em 2019, ele foi reconhecido pela Forbes Brasil como um dos “30 Under 30,” um destaque na lista de jovens empreendedores de sucesso.

Juntamente com Bruno PlayHard, o evento contará com a participação de renomados profissionais do direito, que proporcionarão debates e insights inovadores. José Maurício Fittipaldi, presidente da Comissão organizadora do evento e advogado premiado na área de Mídia e Entretenimento, compartilhará sua experiência como executivo especialista na indústria. Ele receberá outros membros destacados da entidade, incluindo Eric Rocha, presidente da Comissão de Direitos da Mídia na OAB Campinas, Adriana Saltarini, especializada em mídia, eSports e entretenimento, e Ingrid Sguassabia Ferreira, especialista em propriedade intelectual.

José Maurício Fittipaldi expressou a importância deste evento ao afirmar: “Mesmo já estabelecido em um patamar bilionário, o ecossistema gamer ainda é um ramo pouco explorado pela advocacia paulista e muito promissor para jovens profissionais. Por isso, queremos conectar talentos nesse encontro da OAB SP e mostrar que, para além dos conhecimentos do direito, o advogado ou advogada que ingressar nesse setor precisa dominar os méritos e desafios da indústria do entretenimento. E não há meio mais eficiente para isso do que a partir de quem entende e vive o assunto todos os dias.”

As inscrições para o evento presencial “Games e Esports com Bruno PlayHard: Conteúdo, Competição e Negócios – A bilionária indústria dos games na visão de um dos mais influentes empresários do setor” já estão abertas e podem ser acessadas por meio deste link. No entanto, é importante observar que as vagas são limitadas.

 

SERVIÇO – Games e Esports com Bruno PlayHard: Conteúdo, Competição e Negócios

Quando: dia 11 de novembro de 2023, das 10h30 às 13h

Onde: Plenário da OAB São Paulo (Rua Maria de Paula, 35)

Inscrições: https://www.sympla.com.br/evento/games-e-esports-com-bruno-playhard-conteudo-competicao-e-negocios/2218236

Leona e Julia Brant: duas dentistas que são referência no cenário do PUBG MOBILE

O PUBG MOBILE, um dos battle royale mais populares do mundo, está sempre revelando talentos e incentivando a comunidade. Leona e Julia Brant são exemplos desse estímulo que o jogo oferece à comunidade. Além da paixão pelo jogo, ambas possuem mais uma paixão em comum: a odontologia.

Daniela “Leona” Dantas é dentista formada pela UniCatólica (Centro Universitário Católica de Quixadá), no Ceará. A dentista conta que decidiu seguir na carreira odontológica devido à insegurança que sentia por conta do sorriso na época da escola. “Isso me fez perceber profundamente o impacto que o sorriso tem na qualidade de vida. Foi por isso que tomei a decisão de ingressar na faculdade de odontologia, com o objetivo de devolver a autoestima de quem enfrenta as mesmas dificuldades que eu vivi”, explica Daniela.

O PUBG MOBILE chegou depois na vida de Daniela, quando começou a acompanhar o competitivo e a se interessar pela produção e narração. “Comecei sendo comentarista, e vivenciado esse mundo tive o interesse de me arriscar como narradora também”, conta a caster. “Percebi que havia falta de voz feminina. Via as mulheres só nos comentários e não nas narrações”, complementa.

Hoje, após quase três anos narrando, a dentista tem que conciliar sua agenda do consultório com o estúdio. “Agora tenho mais flexibilidade de horário. Consigo montar minha agenda para atender meus pacientes e conciliar com as horas de transmissão, lives e criação de conteúdo”, explica a dentista.

Já Julia Brant sempre soube que seguiria na área da saúde, como seus pais, avô e tios, que já são dentistas e a quem desde pequena acompanha na profissão. “Sempre participei de vários encontros que meus pais faziam com seus antigos amigos de faculdade. Claro que o assunto da odontologia sempre era pauta, e eu acabei gostando de participar das conversas e decidi seguir a carreira da família”, comenta.

A dentista se formou em 2022 na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-MG), e mesmo com tudo para seguir somente na carreira odontológica, conheceu o PUBG MOBILE no meio do caminho. “Comecei jogando o competitivo feminino, mas chegou um momento que meu time se desfez, e com a faculdade eu acabei deixando o competitivo de lado por outras prioridades, mas decidi que eu não iria abandonar o jogo, porque me encontrei nesse mundo”, conta a narradora. “Decidi então entrar para a organização de scrims (treinos) femininas. Um belo dia, resolveram começar a colocar lives dos treinos das 19h, mas ninguém sabia quem chamar para narrar. Foi aí que, em um consenso, decidiram que eu iria narrar! Fui pega desprevenida e nunca tinha pensado em narrar ou comentar na vida, mas encarei o desafio pensando ‘por que não? Vou me divertir e ver no que vai dar’. E foi aí que me encontrei. O que começou com apenas um desafio para sair da minha zona de conforto se tornou o que sou hoje!”

Com os atendimentos na parte da manhã, a caster consegue organizar sua agenda entre a clínica, a criação de conteúdo e a narração.

Tanto Julia quanto Leona foram descobertas na comunidade do PUBG MOBILE, unidas pelo amor ao battle royale e à profissão, trazendo juntas visibilidade aos talentos da comunidade do jogo.

Parabéns a todas as dentistas pelo seu dia!

Cinco passos para você se tornar um cyber atleta de sucesso

Você já teve a curiosidade de saber o que faz com que alguns atletas se deem bem na carreira enquanto que outros mais habilidosos caiam no esquecimento? E não, não estamos falando de empresários. Hoje vamos enumerar cinco passos que podem te tornar um atleta bem sucedido e o destacar dos demais. Se você sonha em ser um cyber atleta de League of Legends, Counter Strike, FIFA ou Clash Royale, este texto é para você.

Confira abaixo cinco para se tornar um cyber atleta  de sucesso:

Respeito acima de tudo

Esta máxima vale para qualquer profissional, trate as pessoas da mesma forma que gostaria de ser tratado. No mundo dos jogos eletrônicos já houveram casos de cyber atletas e até managers já foram demitidos por desrespeitar colegas de equipe, adversários ou mesmo os fãs. Ninguém quer trabalhar com quem só quer saber de zoar os colegas. Veja um time de futebol profissional, por exemplo, se o desrespeito impera no vestuário, logo começam as brigas, e isso afeta o desempenho dentro de campo. Diz-se que o elenco está rachado.

O mesmo vale para um aspirante a cyber atleta: se há desavenças entre colegas de equipe, a comunicação fica prejudicada e as coisas começam a refletir nas partidas. De acordo com Luiz Eduardo Cavalcanti, sócio-fundador da VPSLeague, principal liga virtual de futebol profissional do Brasil, todos os atletas de futebol virtual devem saber que a diversão e o respeito caminham lado a lado.

“Para que se tenha uma participação produtiva, é preciso compreender que a diversão é organizada e baseada em pilares fundamentais como amizade, respeito e muita dedicação. Essas características são básicas para todo jogador. Muitas vezes, não é o nível de habilidade que a equipe atinge no jogo que define o profissionalismo, mas sim o grau de maturidade entre os atletas do clube”, diz Cavalcanti.

 

Disciplina e postura

A rotina é inerente a uma carreira de sucesso. Naturalmente as pessoas apresentam variações de humor todas as semanas e é ai que o cyber atleta deve saber se portar. Cumprir as rotinas de treino e respeitar os horários de treino são fundamentais, independentemente de seu estado de espirito. Afinal, o que o time pode esperar de um profissional que não possui disciplina para treinar?

“Muitos times definem rotinas de treinos táticos e técnicos que acontecem com periodicidade, que podem ser diárias. Nesse quesito, pontualidade, dedicação e esforço para evolução técnica são requeridas. Em caso de ausência, o jogador virtual precisa notificar a sua equipe. A postura também é refletida dentro do jogo. Se não estiver jogando bem, o jogador pode perder a vaga de titular. Se estiver treinando bem pode ganhar a vaga de titular. Jogar com seriedade também é condição básica”, complementa Luiz Cavalcanti.

 

Siga as orientações táticas e respeite sua posição

Imagine a cena: um time profissional de LoL chega até as final do CBLoL e a vitória esta próxima. Empolgado pela perspectiva de sagrar-se campeão e afoito para acabar a partida rapidamente, o ADC do time abandona sua posição e resolve atuar como Jungle. O que se vê a partir daí é o time perdendo a tática e logo a estratégia treinada por meses a fio se transforma em um exemplo de “salve-se quem puder” e o título acaba perdido. Manter a inteligência emocional ajuda o bom atleta a manter o padrão de jogo e pode te render louros no futuro. Não estamos dizendo que seguir um esquema tático é garantia de vitória sempre, mas isto diferencia equipes com padrão daquelas que jogam sem nenhum esquema.

De acordo com Luiz Cavalcanti, “Se a sua posição designada no esquema do time é, por exemplo, a lateral-direita, é importante respeitar e não mudar de posição durante a partida. Se o jogador sentir que as suas habilidades podem ser melhor utilizadas em um esquema diferente, cabe ao treinador da equipe definir. Não sendo o caso, atenha-se as orientações táticas e respeite sua posição”.

 

Tenha paciência e evolua na modalidade

O sol nasceu para todos. Leve este mantra consigo e vá evoluindo suas habilidades. Se você for bom mesmo algum “olheiro” ira notar suas qualidade. Você só não pode desistir se este for mesmo seu sonho. No ramo dos jogos digitais muitos cyber atletas de ponta são encontrados por acaso. Mas não espera as coisas caírem do céu. Esforço é essencial para todo profissional bem sucedido.

“Jogue, treine e evolua. Assim como no esporte real, o postulante pode se oferecer, procurar por anúncios feitos pelos clubes ou aguardar o contato de team managers que buscam novos talentos. Por isso, participar de comunidades virtuais do esporte é importante”, comenta Luiz.

 

Seja um apoiador da comunidade

Luiz Cavalcanti, da VPS League

Há alguns anos as pessoas diziam que os eSports jamais seriam respeitados. De acordo com elas, um bando de moleques jogando videogame não poderia atrair audiência e patrocinadores da mesma forma que o futebol, o vôlei ou o automobilismo. Hoje vemos que finais de campeonatos de eSports sacodem a internet e os torneios giram milhões de dólares em todo o mundo. Mesmo que você não esteja ainda na posição de cyber atleta, você pode contribuir com o eSports simplesmente assistindo e divulgando seu time de coração. É assim que os times grandes como PaiN Gaming, INTZ e Red Canids se tornaram tão famosos: com a ajuda de seus fãs.

“A responsabilidade de um jogador virtual não é apenas individual, mas também coletiva. A profissionalização passa também pela difusão de uma boa imagem da comunidade, com a atração de espectadores para prestigiar o espetáculo de duas equipes profissionais jogando futebol virtual em alto nível. A evolução da modalidade Pro Clubs, como um e-Sport, ainda vai nos trazer muitos frutos. Com uma comunidade unida, o interesse de marcas e investidores, que já vem ocorrendo, deve crescer ainda mais”, finaliza Luiz Cavalcanti, sócio-fundador da VPSLeague, principal liga virtual de futebol profissional do Brasil.

Você consegue mais dicas através de um artigo do Leo De Biase, CEO da ESL Brasil, sobre o cenário de eSports no Brasil.