Argentinas da 9Z Team vencem o torneio de CS: Go da Game XP

Game XP

Fim de ano também para os eSports. Hoje vamos destacar a equipe feminina 9Z Team da Argentina. O time acaba de sagrar-se campeã do open qualify e fecha a chave da primeira liga feminina brasileira de Counter-Strike, a CS: GO Grrrls League. Criada pela Game XP, o torneio chega para reforçar o espaço das mulheres no mundo dos eSports. A competição é composta por seis times, sendo cinco times convidados.

Para garantir a sexta vaga na disputa, a equipe argentina precisou usar de muita estratégia para enfrentar as 14 equipes inscritas nesta etapa, que aconteceu entre os dias 16 e 18 de dezembro. Agora, a vencedora se junta aos times: Severe, Black Dragons, W7M, MIBR e Fúria, que, a partir do dia 25 de janeiro, entram na briga pelo título. Além de oferecer um suporte financeiro às equipes, a liga vai distribuir R$200 mil ao longo dos splits da competição – maior prêmio em torneios femininos no Brasil e a quarto maior em torneios de CS:GO feminino no mundo todo.

A grande final do campeonato vai acontecer direto da Game Arena, durante a Game XP 2021, em uma tela de nada menos que 1500m2, considerada a maior tela de games do mundo. Desde sua primeira edição, realizada dentro do Rock in Rio 2017, o evento gamer acredita e investe na cena feminina dos eSports. “A Grrrls League chega para colocar holofotes no cenário feminino dos e-Sports. Queremos estimular essa conversa e empoderar essas jogadoras incríveis.”, ressalta Roberta Coelho, CEO da Game XP.

 

Final de muita emoção e adrenalina

Já na madrugada, a 9Z Team enfrentou a equipe brasileira Soberano, que disputou a semifinal na última quinta-feira, 17, contra as meninas do SWS Gaming. Como já é tradicional em disputas nos esportes entre Brasil e Argentina, torcidas acaloradas e frio na barriga marcaram a final do open qualify.

As meninas abriram os trabalhos se enfrentando no mapa Overpass e as brasileiras mostraram tranquilidade e fizeram bonito. Na primeira rodada, marcaram 16 x 8. A segunda parte da parte competição aconteceu no mapa Dust 2. As meninas da Soberano abriram vantagem no placar, mas a 9Z mostrou que ainda estava na corrida pela sexta vaga na liga, e ultrapassou a equipe brasileira, cravando 16 a 12. O último mapa da competição foi o ‘Inferno’, que é considerado um dos cenários mais equilibrados do game, exigindo atenção e muitas estratégias das gamers.

O clima esquentou entre Brasil e Argentina e as hermanas saíram na frente registrando seis pontos de vantagens já nos primeiros minutos da partida. Com algumas pausas no decorrer da rodada para que as equipes discutissem novos planos e posicionamento no mapa, a 9Z se manteve à frente e fechou o placar com 16 a 12, assinando sua participação na primeira liga feminina do país de Counter-Strike, a CS: GO Grrrls League.

Para deixar a final do open qualify divertida e recheada de análises das partidas e interações com o público, a Game XP convidou um time de casters de primeira linha. Entre eles: Babi Micheletto, Raules Rib, Naty Micheleto e Nessy Teras.

Autor: Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Deixe seu comentário