Justmob e Unity Ad lançam pesquisa sobre Mobile Games na quarentena

Como os jogadores tem se comportado durante a pandemia do covid-19? Pois é justamente a fim de responder a essa questão que a Justmob, unidade de negócios especializada em Mobile Marketing, e a Unity Ad, plataforma líder de criação, gerenciamento e monetização de conteúdo em 3D, lançam um estudo sobre o comportamento de jogadores de Mobile Game durante a quarentena. Em parceria com a Brandwatch-Qriously, empresa de tecnologia de propriedade da Brandwatch, foram aplicados setecentos questionários online em todo o país entre os dias 15 e 22 de junho de 2020. Os resultados são reveladores e podem ajudar empresários do ramo a melhorar seu negócio.

A pesquisa buscou entender como o cenário de Mobile Games e a atuação das marcas e anunciantes foram afetados pela crise atual. Com dados coletados durante uma semana, percebeu-se que 65% das pessoas jogaram algum jogo em tablet ou celular nos últimos seis meses e que houve um aumento de 44% no consumo de jogos enquanto 40% permaneceram jogando o mesmo tanto que antes da quarentena. Além disso, a categoria de jogos em celulares ou console é a segunda mais consumida durante a pandemia (53%), perdendo apenas para as redes sociais (56%).

No mundo dos games, tanto mulheres quanto homens têm interesse pelos jogos em mobile. Dos setecentos entrevistados, o consumo ficou dividido em 50% mulheres e 50% homens, comprovando que a atividade atrai igualmente os dois gêneros.

Enquanto estão entretidos com o mobile game, 39% afirmaram que apenas jogam, ou seja, não realizam outra atividade enquanto estão jogando. Os demais entrevistados disseram realizam outras atividades ao mesmo tempo como: assistir TV (39%), escutar música (34%), enviar mensagens (26%), comer (25%), trabalhar (12%) e estudar (10%).

“Com o isolamento social, as pessoas estão buscando outras formas de se entreter e consumir conteúdo. O estudo traz dados bastante relevantes ao mercado de mobile games. Um dos retratos mais emblemáticos mostra que 40% dos entrevistados veem a importância dos jogos na pandemia”, explica Rodrigo Tigre, CEO da Justmob.

Outros dados mostram que 41% estão dispostos a assistir a um vídeo para obter recompensa durante o jogo e que a atividade é consumida em mais de uma vez ao dia pela grande maioria. A frequência é de que 38% jogam cinco vezes ou mais ao dia e 16% pelo menos três vezes ao dia, ou seja, mais de 50% das pessoas consomem muito mobile game diariamente.

“Esses são dados interessantes, pois apontam para oportunidades em novos formatos de mídia publicitária. É um consumo de mídia por escolha e totalmente segmentado”, completa Tigre.

Entre os jogos mais jogados estão: estratégia (35%), ação (26%), trivia (24%), quebra-cabeça (24%), tabuleiro (22%), simulação (21%), árcade (20%), cards (19%), esportes/corrida (13%). Já o horário de consumo varia muito: 61% afirmam que jogam a qualquer momento, enquanto 32% preferem o período da noite e apenas 17% o da tarde.

Para os consumidores de mobile games, há uma importância na publicidade digital durante esse período. 39% acham que a publicidade é ainda mais importante na quarentena, 43% acreditam que é igualmente importante e 18% acham menos importante. Além disso, 43% estão de acordo com a aproximação das marcas através da publicidade e a grande maioria busca apoio das marcas: 41% afirmam que os anunciantes deveriam passar mensagens de conscientização e apoio.

Você pode encontrar a pesquisa completa aqui.

Heróis da Pandemia – Centro Universitário lança game educacional sobre novo coronavírus

Milhares de universidades ao redor do mundo estão realizando pesquisas, estudos e esforços no combate ao coronavírus. O que muita gente não sabe é que alguns dos esforços não visam a cura, mas podem auxiliar a comunidade. Desde março, o Centro Universitário Facens busca formas de contribuir com a sociedade no combate à COVID-19. Desta vez, a instituição desenvolveu o Heróis da Pandemia, um jogo bilíngue para plataforma mobile voltado para gerar conscientização sobre a propagação do novo coronavírus.

“Temos produzido EPIs para os profissionais de saúde, mas sentíamos falta de fazer algo relacionado à educação. Acredito que este jogo tenha exatamente o que os jovens precisam nesse momento – informação correta e distração em um só lugar”, afirma Paulo Roberto Freitas de Carvalho, reitor da Facens.

Gratuito para desktop, Android e iOS, o Heróis da Pandemia conta com 7 minigames cujo objetivo é fazer o jogador aprender de forma lúdica e divertida quais são os passos para evitar a disseminação do vírus. O projeto foi desenvolvido em parceria com o Centro Universitário Newton Paiva, de Minas Gerais. De acordo com o professor Wilson Marcondes de Oliveira Jr, coordenador do Laboratório de Inovação de Games e Apps (LIGA Facens), os sete passos/minigames para se livrar dos vírus são:

  • Lave bem as mãos
  • Evite tocar o rosto
  • Desinfecção
  • Fique em casa / Quarentena
  • Sistema Imunológico
  • Distanciamento Social
  • Use máscara

Cada mini game tem uma mensagem explicativa em relação à medida. Por exemplo, a etapa “Lave bem as mãos”, mostra imagens dos passos certos para realizar o processo de forma efetiva e eliminar o coronavírus. A pontuação de cada “fase” é computada, gerando um total ao fim de tudo. O jogador pode registrar o desempenho em um ranking nacional, bastar estar logado com o Facebook. O Heróis da Pandemia conta também com link direto para o portal do Ministério da Saúde, onde o player encontra todas as informações necessárias sobre a COVID-19. Você pode acessar o jogo aqui.

Abaixo tem o trailer de Heróis da Pandemia:

SAGA lança série de aulas online, gratuitas e abertas para interessados em arte digital

 

 

 

 

Open Class SAGA será transmitida ao vivo semanalmente no canal do YouTube da escola.

Sempre quis aprender arte digital, mas não teve tempo, nem dinheiro? Pois bem, suas desculpas acabaram! Em época de quarentena a SAGA, School of Art, Game and Animation, acaba de estrear nesta quinta-feira, 2 de abril) uma série de aulas gratuitas para quem estiver interessado. Para acompanhar, basta acessar o canal da SAGA no YouTube. A iniciativa é muito bem vinda e pode trazer um alívio a quem está sem ideias do que fazer neste período tão crítico.

De acordo com a SAGA, as aulas serão transmitidas ao vivo semanalmente e o conteúdo foi planejado para atender tanto a alunos da maior rede de escolas de desenvolvimento de games, arte digital, design e efeitos visuais do Brasil, como curiosos pelo assunto, de todas as idades. Ou seja, mesmo que você não esteja familiarizado com arte digital, dá paea acompanhar tranquilo.

A primeira aula foi ministrada pelo professor Daniboy e mostrou como criar personagens digitais em 3D com o programa ZBrush, da Pixologic. Com o tema Do Concept ao 3D, a aula abordou desde a ideia inicial do concept 2D até a finalização do processo em 3D. Além disso, o professor da SAGA também bateu um papo online com os participantes sobre o mercado, mostrou projetos de sua autoria e deu dicas para quem pretende trabalhar nessa área. As próximas aulas serão divulgadas em breve no Facebook e Instagram da SAGA. Então é importante ficar de olho.

Mais informações sobre a SAGA e seus cursos estão disponíveis no site da instituição de ensino.