Capcom responde às acusações de plágio de game independente

Na semana passada falamos a respeito de um caso curioso: um estúdio independente acusa a Capcom de ter plagiado, na caruda mesmo, um game que eles elaboraram. Disseram, inclusive, que tentaram oferecer o game para a distribuidora japonesa e tiveram a porta fechada na cara.

A Capcom, todavia, se explicou a respeito das semelhanças entre Splosion Man e seu game recém-lançado para iPhone, MaXplosion. “Enquanto a Twisted Pixel conversou com nossa equipe de consoles sobre publicar “Splosion Man” para videogames, a Capcom Mobile é uma divisão diferente da Capcom com escritórios separados e, por isso, não sabia de antemão de qualquer reunião entre a equipe de console e a Twisted Pixel”, se defendeu.

A companhia disse ainda que MaXplosion foi desenvolvido de forma independente pela Capcom Mobile, e disse estar entristecida com a situação, trabalhando para ganhar a credibilidade da comunidade de gamers.

O pessoal da Twisted Pixel, apesar de ter se revoltado com a cópia, disse que não vai enfrentar legalmente a Capcom.

Desenvolvedor independente critica Capcom e diz que foi plagiado

Vemos muitos jogos beber na fonte de games clássicos, mas não é sempre que vemos um estúdio de peso ser acusado de roubar o trabalho de um desenvolvedor independente. É exatamente isso que está acontecendo entre a independente Twisted Pixel e a distribuidora japonesa Capcom.

Em julho de 2009, o pessoal da Twisted Pixel enviou ao Xbox Live Arcade o game Splosion Man, que coloca o jogador na pele de um personagem feito de material explosivo com o objetivo de, é claro, explodir, a partir de uma série de níveis que exigem raciocínio lógico.

Meses depois, em janeiro de 2011, a Capcom colocou no ar MaXplosion, para iOS (o sistema que roda no iPhone). Nele, o jogador é Max, um personagem com habilidade de explodir para enfrentar os desafios em 20 níveis.

Para Mike Henry, programador da Twisted Pixel, o vídeo com o gameplay de MaXplosion o deixa triste. “Se você vai roubar um jogo, você deveria pelo menos entender o que o torna divertido”, disparou acrescentando que é ótimo se inspirar, mas o game em questão é roubo.

Para Michael Wilford, co-fundador da Twisted Pixel, a solução para a chateação vai ser criar um jogo melhor para o iPhone, o que segundo ele “não será difícil”. A parte mais curiosa é que Wilford afirma que a Twisted Pixel apresentou Splosion Man para a Capcom e ouviu um não na época.

E aí, o que você acha?

[Via GamesIndustry]