Primeiro Contato – podcast remonta a história dos computadores e games no Brasil

Primeiro Contato

Você gosta de podcasts? Gosta de jogos eletrônicos e tecnologia em geral? Pois então vai adorar o Primeiro Contato, o novo podcast da B9 em parceria com o site de jornalismo de games Overloadr. O programa estreia na próxima segunda-feira (19 de julho) e contará a história da chegada dos computadores e seu universo de jogos eletrônicos e entretenimento nos lares brasileiros.

De acordo com os criadores do Primeiro Contato, a série terá 12 episódios remontando os bastidores de um mercado que, diferentemente de hoje, era dominado por empresas brasileiras, como Brasoft, Tectoy e CD Expert. Para contar essa história, o Primeiro Contato realizou mais de 50 entrevistas e realizou uma vasta pesquisa sobre o contexto econômico, político, social e cultural do país, em que esse mercado estava inserido. É um trabalho inédito e histórico que deve servir de referência para futuras gerações.

Com uma narrativa dramática e envolvente, a temporada de 12 episódios aborda temas como os primeiros computadores nacionais, a inauguração de empresas pioneiras no setor de games por aqui, a revolução multimídia dos CD-ROMs e a popularização desta mídia nas bancas de jornal, passando pelas primeiras localizações de jogos e outros assuntos históricos.

‘Primeiro Contato’ traz mais de 50 entrevistas, captadas ao longo de um ano, e vasta pesquisa sobre o contexto histórico, político e econômico do Brasil nas décadas de 80 e 90. O podcast remonta os bastidores de um mercado que, diferente da atualidade, era dominado por empresas brasileiras, como a Brasoft, Tectoy e CD Expert.

De acordo com Henrique Sampaio, do Overloadr, Primeiro Contato dá voz aos homens e mulheres que deram início ao mercado e à indústria de games para PC no Brasil, muitos dos quais sequer são lembrados ou reconhecidos atualmente.

“São histórias humanas que captam a emoção e os perrengues dos negócios internacionais, dos conflitos corporativos, das dublagens precursoras, dos primeiros games brasileiros e dos pânicos morais em torno dos jogos violentos no final da década de 90. É um trabalho inédito e histórico que deve servir de referência para futuras gerações”, explica.

Autor: Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Deixe seu comentário