As damas dos jogos: mulheres aumentam suas participações em competições, como os Torneios Pokémon

pokémon

Que as mulheres estão cada vez mais interessadas por jogos, não é segredo para ninguém. Existem as adeptas dos jogos de celular, que utilizam no trajeto do trabalho para casa ou para relaxar antes de dormir, as que são fãs dos videogames e as apaixonadas por jogos de cartas, que fazem das partidas um momento para brincar com amigos e familiares.

Segundo a Pesquisa Game Brasil (PGB), o público feminino representa 53,8% dos jogadores no país e o mercado já movimenta aproximadamente R﹩5,6 bilhões no Brasil, sendo a maior indústria de entretenimento, à frente de segmentos importantes como música e cinema. Já nos campeonatos de jogos de cartas, como é o caso dos torneios Pokémon, por exemplo, essa presença ainda é tímida.

Pensando em reverter esse cenário e estimular a presença do público feminino em um ambiente que muitas vezes ainda é dominado por homens, a Copag – empresa líder no segmento de baralhos e jogos de cartas- lançou o movimento Mulheres no Jogo, iniciativa para encorajar a participação do público feminino nos torneios de Pokémon, que possuem diversos perfis de consumidores, inclusive a mulherada.

A ação foi criada junto com mulheres que são referência no tema, entendem esse público e suas necessidades para que, juntas, possam tornar esse ambiente mais atrativo. Foram criadas diversas ações para o projeto, como o convite para um time de influenciadoras que estarão mais próximas do público, produzindo lives, competições, auxiliando na divulgação de torneios e tudo o que permeia este universo.

Para ficar por dentro e acompanhar as novidades do projeto, acesse o site oficial.

Autor: Luiz Silva

Luiz Silva, jornalista de games formado pela Universidade Paulista. Já escreveu para as revistas da Tambor Digital (EGW, Gameworld), para o site Player 2 entre outras coisas. "Sou um entusiasta por videogames, apesar de jovem já tive até um Atari, minha série favorita é Silent Hill".

Deixe seu comentário